• neovermin-indicado-para-otratamento-das-infestações-causadas-por-microrganismos

    Neovermin

    mebendazol e tiabendazol

    Formas Farmacêuticas e Apresentações:

    Comprimidos: Embalagens com 6, 12 e 480* comprimidos. Suspensão Oral: Embalagens contendo 1 e 50* frasco com 30 mL.
    Uso Adulto e Pediátrico,(Crianças acima de 5 anos),Uso Oral

    Composições:

    Cada comprimido contém: mebendazol………………………………………………………………………………………..100mg
    tiabendazol…………………………………………………………………………………………166mg
    excipientes q.s.p…………………………………………………………………………1 comprimido (amido de milho, polivinilpirrolidona, sacarina só dica, celulose microcristalina,croscarmelose sódica e estearato de magnésio). Cada 5mL de suspensão oral contém: mebendazol………………………………………………………………………………………..100mg,tiabendazol……………………………………………………………………………….
    …………166mg,veículo q.s.p……………………………………………………………………………………………5mL,(carboximetilcelulose, silicato de alumínio e magnésio, metilparabeno,propilparabeno, sacarina sódica, ciclamato de sódio, álcool etílico 96° GL, sorbitol,ácido benzóico, silicone anti-espumante, essência de tutti-frutti e água purificada).

    Informações ao Paciente:

    – Neovermin® tem ação antiparasitária.
    – Conservar em temperatura ambiente (15° a 30° C).Proteger da luz e umidade.

    Prazo de validade:

    Não use medicamento com o prazo de validade vencido; poderá ocorrer diminuição significativa do seu efeito terapêutico.
    – “Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término”. “Informe seu médico se está amamentando”. Neovermin® é contra-indicado para mulheres grávidas ou em fase de amamentação.
    – “Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento”.
    – Os comprimidos podem ser mastigados e engolidos com água.
    – “Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico”.
    – “Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como:cansaço, dores de cabeça, tonturas ou problemas de visão”.
    – Não administrar Neovermin® juntamente com: cimetidina, teofilina e derivados da xantina.
    – O uso em crianças menores de 5 anos deve ser feito somente a critério médico.
    – Contra-indicado para pacientes hipersensíveis a quaisquer dos componentes da fórmula. Gravidez e lactação.
    – “Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando antes do início ou durante o tratamento”.

    Informações Para Profissional de Saúde:

    Neovermin® possui em sua composição, mebendazol e tiabendazol, dois anti-helmínticos com ação específica sobre diversos nematódeos e alguns cestódeos. A associação dos dois componentes ativos permite o tratamento de verminoses múltiplas com um só medicamento. O mebendazol, é absorvido pelo trato gastrintestinal, e atinge o pico plasmático entre 40 e 50 minutos após administração oral; após administração de 100 mg, 2 vezes ao dia durante 3 dias consecutivos produz níveis plasmáticos em torno de 0,03 mcg/mL; cerca de 2% da dose administrada é excretada na urina e o restante é excretado nas fezes,inalterado ou na forma de metabólito primário (2-amino). Seu mecanismo de ação se deve ao fato de inibir a formação dos microtúbulos citoplasmáticos dos vermes,causando diminuição da captação de glicose e dos estoques de glicogênio que são fontes de energia para o verme. O tiabendazol, é rapidamente absorvido pelo trato gastrintestinal e atinge o pico plasmático cerca de 1 a 2 horas após administração oral; é quase completamente metabolizado a 5-hidroxi e aparece na urina na forma de conjugados; dentro de 48 horas após a administração pode ser recuperada 5% da dose nas fezes e 90% na urina. Seu mecanismo de ação ainda não está bem definido, mas admite-se que atua inibindo o sistema enzimático fumarato-redutas e do microrganismo,interferindo na sua fonte de energia.

    Indicações:

    – Neovermin® está indicado para o tratamento das infestações causadas pelos seguintes microrganismos: Enterobiusvermiculares, Trichuris
    trichiura, Ascaris lumbricoides, Ancylostoma duodenale e Ancylostoma brasiliensis, Necator americanus, Strongyloides stercoralis, Trichinella spirallis (larva migrans cutânea e muscular), Taenia solium e Taenia saginata,Echinococcus granulosus e Mutilocularis e Dracunculus sp.

    Contra-Indicações:

    – Neovermin® Está Contra-Indicado para mulheres gravidas ou em fase de lactação, e para pacientes com hipersensibilidade a quaisquer dos componentes da formula.

    Precauções:

    Neovermin® deve ser administrado com cautela em pacientes portadores de insuficiência renal e/ou hepática. De acordo com a literatura científica, não existem estudos concluídos que assegurem o uso de Neovermin® em crianças menores de 5 anos, portanto, recomenda-se nestes casos uma criteriosa avaliação médica da relação risco/benefício antes da prescrição. Alguns pacientes podem apresentar leucopenia e hiperglicemia transitória.

    Interações Medicamentosas:

    – O uso concomitante de Neovermin® com cimetidina provoca um aumento da concentração plasmática de mebendazol. Devido a presença do tiabendazol na fórmula de Neovermin®, o seu uso concomitante com teofilina potencializa os efeitos desta. Quando for administrar Neovermin® em pacientes que fazem uso de medicamentos derivados da xantina é necessário um prévio monitoramento sangüíneo para ajuste da posologia.
    O uso concomitante entre mebendazol e metronidazol deve ser evitado, pois resultados obtidos em estudos de caso de controle sugerem uma possível relação com a Síndrome de Stevens Johnson / necrólise epidérmica tóxica.

    Reações Adversas:

     

    As reações adversas mais comuns são dores abdominais, náuseas, vômitos e diarreia. Existem alguns relatos de um pequeno número de pacientes que apresentaram fadiga, dor de cabeça,bradicardia, vertigem, hipotensão e hiperglicemia durante o uso de medicamentos contendo tiabendazol.

    Posologia:

    * Suspensão Oral: – Crianças menores de 5 anos: a critério médico.
    – Crianças de 5 a 10 anos: 5 mL, 2 vezes ao dia durante 3 dias.
    * Comprimidos: – Crianças de 5 a 10 anos: 1 comprimido, 2 vezes ao dia durante 3 dias.
    – Crianças de 11 a 15 anos: 1 comprimido, 3 vezes ao dia durante 3 dias.
    * Infestações por cestódeos: – Adultos: 2 comprimidos por vez, 2 vezes ao dia durante 3 dias.
    * Infestações por nematódeos: – Adultos: 1 comprimido por vez, 2 vezes ao dia durante 3 dias.

    Superdose:

    – Nestes casos recomenda-se lavagem gástrica e orientação médica.

    Como Evitar a Verminose:

    1. Beba somente água filtrada ou fervida.
    2. Lave cuidadosamente as frutas e verduras e cozinhe bem os alimentos.
    3. Coma apenas carne bem passada.
    4. Ande sempre com os pés calçados.
    5. Lave as mãos antes das refeições e após usar os sanitários.
    6. Conserve sempre as unhas cortadas e limpas.
    7. Mantenha as instalações sanitárias em boas condições de higiene.
    8. Siga corretamente estes conselhos, evitando que os vermes atinjam toda a família.

    Pacientes Idosos:

    – O uso em pacientes idosos (acima de 60 anos) requer prescrição e acompanhamento médico.

    Dizeres Legais

    Registro M.S. nº 1.0465.0020
    Farm. Resp.: Dr. Marco Aurélio Limirio G. Filho – CRF-GO nº 3.524
    Nº do lote, prazo de validade e data de fabricação: VIDE CARTUCHO
    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
    Prezado Cliente: Você acaba de receber um produto Neo Química.
    Em caso de alguma dúvida quanto ao produto, lote, data de fabricação,ligue para nosso SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor.
    Laboratório Neo Química Com. e Ind. Ltda.
    VPR 1 – Quadra 2-A – Módulo 4 – DAIA – Anápolis – GO – CEP 75132-020
    www.neoquimica.com.br
    C.N.P.J.: 29.785.870/0001-03 – Indústria Brasileira
    SAC 0800-9799900

    Tags: , , , , , , , ,

  •  

    Mansil®

    (oxamniquina)

    Identificação do Produto :

    Nome: Mansil®
    Nome genérico: oxamniquina

    Formas farmacêuticas e apresentações:

    Mansil® cápsulas em embalagem contendo 6 cápsulas de 250 mg.
    Mansil® suspensão oral em embalagem contendo 1 frasco com 12 mL + conta-gotas.
    Uso Adulto e Pediátrico
    Uso Oral

    Composição:

    Cápsulas
    Cada cápsula de Mansil® contém o equivalente a 250 mg de oxamniquina.
    Excipientes: lactose monoidratada, amido de milho, estearato de magnésio, laurilsulfato de sódio e água purificadaa.
    a = evapora durante o processo de fabricação.

    Suspensão oral:

    Cada mL da suspensão oral de Mansil® contém o equivalente a 50 mg de oxamniquina.
    Excipientes: ágar, sacarose, glicerol, solução de sorbitol 70%, sacarina sódica, cloreto de sódio, essência creme de caramelo, polissorbato 80, essência de banana, essência de cola e água purificada.

    Informações ao Paciente :

    Mansil® (oxamniquina) é um anti-helmíntico indicado para o tratamento oral de todas as formas de infecções por Schistosoma mansoni.
    Mansil® cápsulas deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz e umidade.
    Mansil® suspensão oral deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz.
    O prazo de validade está indicado na embalagem externa do produto. Não use medicamento com o prazo de validade vencido, pode ser perigoso para sua saúde. Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término.
    Este produto não deve ser utilizado durante a gravidez sem rigorosa supervisão médica. A mesma recomendação é dada para pacientes em fase de amamentação. Informe ao seu médico se está amamentando.
    A terapêutica adequada deve ser seguida rigorosamente conforme a orientação de seu médico.
    Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
    Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. Mansil® geralmente é bem tolerado. Foram relatadas reações transitórias de tontura e sonolência, delírio e alucinações.
    No que se refere à esquistossomose, as seguintes NORMAS DE HIGIENE devem ser cuidadosamente seguidas:
    • Manter limpas as instalações sanitárias;
    • Andar sempre calçado;
    • Somente beber água filtrada ou fervida;
    • Lavar com água fervida ou filtrada as frutas, verduras e legumes antes de comê-los;
    • Nunca nadar em rios, lagoas ou açudes que tenham caramujos;
    • Utilizar sempre as instalações sanitárias; nunca evacuar no chão ou próximo à água;
    • Não tomar banho de rio, açude ou lagoa, mas sim na banheira, na tina ou no chuveiro;
    • Somente lavar roupa no tanque ou na tina.
    Mansil® é melhor tolerado se for administrado após a ingestão de alimentos.
    Informe ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.
    Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
    Mansil® é contra-indicado a pacientes que apresentam hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula.
    Mansil® deve ser utilizado com cautela em pacientes com história prévia de convulsão.
    Atenção: Mansil® suspensão oral contém açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em diabéticos.

    TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
    NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

    Informações Técnicas :

    Propriedades Farmacodinâmicas :
    Mansil® (oxamniquina) é um anti-helmíntico derivado da tetraidroquinolina e é indicado para o tratamento oral das infecções por Schistosoma mansoni. Os esquistossomos machos são mais suscetíveis que as fêmeas, mas após o tratamento com oxamniquina, as fêmeas restantes cessam a postura de ovos, perdendo desta maneira o seu significado patológico sob o ponto de vista parasitológico. Estudos em animais com infecções por S. mansoni imaturos demonstraram que a oxamniquina é altamente ativa na fase imediatamente após a infecção. A oxamniquina reduz significativamente a postura de ovos de S. mansoni.

    Propriedades Farmacocinéticas :

    A oxamniquina é bem absorvida após administração oral. As concentrações plasmáticas em humanos alcançam o pico após 1 a 1,5 hora da administração oral de doses terapêuticas, com meia-vida plasmática de 1 a 2,5 horas. É amplamente transformada em metabólitos ácidos inativos, que são excretados abundantemente na urina.

    Dados de Segurança Pré-Clínicos :

    Houve evidência de anormalidades hepáticas em animais, sendo as fêmeas de rato especialmente sensíveis a doses relativamente baixas.
    A oxamniquina apresentou efeitos embriocidas em coelhos e camundongos quando administrada em doses 10 vezes superior à dose mínima recomendada para humanos.

    Indicações :

    Mansil® (oxamniquina) é indicado para o tratamento oral de todas as formas de infecções por S. mansoni incluindo todos os estágios de infecção (fase aguda e a fase crônica com comprometimento hepatoesplênico).

    Contra – Indicações :

    Mansil® (oxamniquina) é contra-indicado a pacientes que apresentam hipersensibilidade a oxamniquina ou a qualquer outro componente da fórmula.

    Advertências e Precauções :

    Em raras ocasiões, convulsões epileptiformes foram observadas dentro das primeiras horas após a ingestão de oxamniquina. A maioria destas reações ocorreu em pacientes com história prévia de convulsões. Conseqüentemente, Mansil® (oxamniquina) deve ser utilizado com cuidado nestes pacientes, sendo que estes devem ficar sob supervisão médica possibilitando o tratamento de uma convulsão caso esta venha ocorrer.
    Atenção: Mansil® suspensão oral contém açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em diabéticos.

    Uso durante a Gravidez e Lactação :

    A oxamniquina apresentou efeito de embriotoxicidade em coelhos e camundongos quando administrada em doses 10 vezes superior à dose mínima recomendada para humanos. Não existem estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas. Assim, a oxamniquina só deve ser utilizada nestas pacientes quando os potenciais benefícios superarem os potenciais riscos para o feto.
    Não se sabe se este fármaco é excretado no leite materno. Assim, uma vez que muitos fármacos são excretados no leite materno, deve-se ter cautela quando a oxamniquina for administrada a mulheres em fase de amamentação.

    Efeitos na Habilidade de Dirigir ou Operar Máquinas :

    Os pacientes devem ser advertidos de que durante o uso de Mansil® pode ocorrer sonolência e tontura. Deve-se ter cautela ao dirigir e operar máquinas durante o uso deste medicamento.

    Interações Medicamentosas :

    A interação com medicamentos ou outras formas de interação com Mansil® (oxamniquina) não foram avaliadas sistematicamente.

    Reações Adversas :

    Mansil® (oxamniquina) geralmente é bem tolerado. A tolerabilidade é maior quando as doses são administradas após a ingestão de alimentos.
    Foram relatadas reações transitórias de tontura e sonolência, delírio e alucinações. Outros efeitos observados em menor grau foram: dor de cabeça, náusea, vômito, dor abdominal, falta de apetite e urticária. Em raros casos foram observadas convulsões epileptiformes (vide “Advertências e Precauções”). Elevações leves e transitórias nos testes laboratoriais foram observadas após o tratamento com a oxamniquina. Entretanto, esses dados não foram considerados como fármaco-relacionados e não foram clinicamente significantes. As alterações laboratoriais incluíram raros casos de elevações de grau leve a moderado das enzimas hepáticas mas sem evidência de hepatotoxicidade, mesmo em pacientes com envolvimento hepatoesplênico grave.

    Posologia :

    Uso em Adultos
    A posologia recomendada para o tratamento de S. mansoni é de 15 mg/kg de peso corporal, administrados em dose oral única. O número recomendado de cápsulas, de acordo com o peso corporal, é o seguinte:
    Peso Corporal (kg) Número de Cápsulas (250 mg)
    Até 33 2
    34 – 50 3
    51 – 66 4
    67 – 83 5
    84 – 100 6
    Uso em Crianças
    A posologia recomendada para crianças abaixo de 12 anos é de 20 mg/kg de peso corporal, administrados em duas doses de 10 mg/kg em um único dia, com intervalo de 3 a 8 horas entre as doses.

    Uso em Pacientes Idosos :

    As mesmas orientações dadas aos adultos devem ser seguidas para pacientes idosos (vide “Advertências e Precauções” e “Contra-indicações”).

    Cuidados na Admnistração :

    A tolerabilidade de Mansil® (oxamniquina) é maior quando as doses são administradas após a ingestão de alimentos.

    Superdosagem :

    O tratamento deve ser sintomático e de suporte em caso de superdosagem.

    MS – 1.0216.0014
    Farmacêutico Responsável: José Francisco Bomfim – CRF-SP nº 7009

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.

    Número de lote e data de fabricação: vide embalagem externa
    Mansil® cápsulas
    Fabricado por:
    Laboratórios Pfizer Ltda.
    Guarulhos – SP
    Embalado por:
    Laboratórios Pfizer Ltda.
    Jandira – SP
    Mansil® suspensão oral
    Fabricado e embalado por:
    Laboratórios Pfizer Ltda.
    Guarulhos – SP
    Distribuído por:
    LABORATÓRIOS PFIZER LTDA.
    Av. Monteiro Lobato, 2270
    CEP 07190-001 – Guarulhos – SP
    CNPJ nº 46.070.868/0001-69
    Indústria Brasileira.
    S.A.C. Linha Pfizer 0800-16-7575

    Tags: , , , , , , , , , , , ,