•  

     

     

     

     

     

    TERRA-CORTRIL®

    cloridrato de oxitetraciclina e hidrocortisona

    Identificação do Medicamento:

    Nome comercial: Terra-Cortril®
    Nome genérico: cloridrato de oxitetraciclina, hidrocortisona.

    Apresentação:

    Terra-Cortril® pomada em embalagem contendo 1 bisnaga com 15 gramas.
    VIA DE ADMINISTRAÇÃO: USO TÓPICO
    USO ADULTO E PEDIÁTRICO

    Composição:

    Cada grama de Terra-Cortril® contém cloridrato de oxitetraciclina equivalente a 30 mg de oxitetraciclina base e
    10 mg de hidrocortisona. Excipientes: petrolato branco e petrolato líquido.

    Informações ao Paciente: 

    Para que este medicamento é indicado? 

    Terra-Cortril® (cloridrato de oxitetraciclina e hidrocortisona) é indicado para infecções cutâneas (de pele),
    dermatites atópicas (reação alérgica da pele), dermatites de contato (reação alérgica da pele por contato ao agente
    causador da alergia) e pruridos (coceiras) inespecíficos do ânus, vulva e escroto (região genital).

    Como este medicamento funciona?

    Terra-Cortril® possui ação anti-infecciosa e anti-inflamatória. A oxitetraciclina, antibiótico presente no TerraCortril®, é um inibidor da síntese proteica bacteriana, que impede que as bactérias produzam proteínas que são a base do seu crescimento e reprodução, ou seja, incapacita a bactéria de crescer e se multiplicar. A hidrocortisona, o outro componente de Terra-Cortril®, é um corticosteroide e sua principal ação é anti-inflamatória,
    antipruriginosa (melhora da coceira).

    Quando não devo usar este medicamento?

    Leia também as respostas das Questões 4 e 8. Você não deve usar Terra-Cortril® caso tenha hipersensibilidade (alergia) às tetraciclinas (classe de antibiótico da oxitetraciclina, antibiótico presente na pomada), à hidrocortisona (corticosteroide presente na pomada) ou a qualquer um dos componentes da fórmula. Terra-Cortril® também não deve ser usado nos casos de herpes simples agudo, vacínia e varicela, tuberculose cutânea e doenças fúngicas (causada por fungos) cutâneas.

    O Que devo saber antes de usar este medicamento?

    Leia também as respostas das Questões 3 e 8. O uso de oxitetraciclina (uma das substâncias ativas de Terra-Cortril®) bem como de outros antibióticos, pode resultar em um crescimento excessivo de microorganismos resistentes, particularmente Candida e estafilococos. A constante observação do paciente quanto a essa possibilidade é essencial. Caso ocorram novas infecções por bactérias ou fungos não suscetíveis durante a terapia, medidas adequadas devem ser instituídas. Se não ocorrer resposta favorável imediata, este produto contendo corticosteroide deve ser descontinuado até que a infecção tenha sido adequadamente controlada com outras medidas apropriadas.
    Caso o medicamento produza irritação, o mesmo deverá ser descontinuado e terapia adequada instituída.
    Em condições purulentas agudas, os esteroides podem mascarar ou aumentar a infecção existente.
    Terapia suplementar com oxitetraciclina oral é aconselhável no tratamento de infecções graves ou aquelas que
    possam se tornar sistêmicas. Terra-Cortril® não é destinado para utilização oftálmica e NÃO deve ser usado nos olhos. Informe ao seu médico se estiver amamentando. Não se sabe se Terra-Cortril® é eliminado no leite materno. Os corticosteroides sistêmicos são eliminados no leite materno e podem causar efeitos indesejáveis no bebê tal como
    inibir seu crescimento. Não se sabe se as tetraciclinas aplicadas topicamente (uso no local da lesão) são
    distribuídas no leite materno. Devido às possíveis reações adversas em lactentes, uma decisão deve ser tomada
    quanto à descontinuação da amamentação ou do medicamento, levando em consideração a importância do
    medicamento para a mãe. O uso de Terra-Cortril® em crianças deve ser orientado exclusivamente pelo médico, pois a administração sistêmica de tetraciclinas durante o desenvolvimento dos dentes (metade final da gravidez, infância e crianças até 8 anos) pode causar descoloração permanente dos dentes, assim como retardo no desenvolvimento do esqueleto. Hipoplasia do esmalte dos dentes tem sido relatada. Embora estes efeitos não sejam prováveis após administração tópica de tetraciclinas devido às baixas doses utilizadas, a possibilidade de ocorrência destes efeitos deve ser considerada. A segurança do uso deste agente em mulheres grávidas ainda não foi completamente estabelecida. Assim, os fármacos desta classe não devem ser usados extensivamente em pacientes grávidas em grande quantidade ou por períodos prolongados de tempo. Sempre avise ao seu médico todas as medicações que você toma quando ele for prescrever uma medicação nova. O médico precisa avaliar se as medicações reagem entre si alterando a sua ação, ou da outra; isso se chama interação medicamentosa. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Efeitos na Habilidade de Dirigir ou Operar Máquinas. Não é esperado que Terra-Cortril® apresente influência na habilidade de dirigir ou operar máquinas. Este medicamento pode causar doping. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

    Onde, como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

    Terra-Cortril® deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz.
    Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças. Características do produto: massa homogênea de cor levemente amarelada.

    Como devo usar este medicamento? 

    Antes da aplicação de Terra-Cortril®, limpe cuidadosamente o local afetado e, em seguida, aplique a pomada em
    pequena quantidade de maneira suave, duas a quatro vezes ao dia. Quando houver infecção, a pomada poderá ser
    aplicada com gaze esterilizada e, desta maneira, manter-se em contato contínuo com a área afetada.. Portanto, o
    tratamento não deve ser interrompido muito cedo, ou seja, logo após a obtenção da resposta inicial. Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

    O Que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento? 

    Caso você esqueça-se de usar Terra-Cortril® no horário estabelecido pelo seu médico, use-o assim que lembrar.
    Entretanto, se já estiver perto do horário de usar a próxima aplicação, pule a esquecida e use a próxima, continuando normalmente conforme recomendado pelo seu médico. Neste caso, não use o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas. O esquecimento da dose pode comprometer o resultado do tratamento. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

    Quais os males que este medicamento pode me causar?

    Leia também as respostas das Questões 3 e 4. Raramente Terra-Cortril® produz reações adversas alérgicas desagradáveis (ardência, coceira, irritação). As reações adversas que ocorrem com maior frequência são sensibilizações alérgicas. As seguintes reações locais podem ocorrer com o uso de Terra-Cortril®, principalmente se usado com curativo que cubra a lesão na pele: ardor, coceira, irritação, ressecamento da pele, infecção dos pêlos, aumento dos pêlos no local, lesões parecidas com as de acne, estria e perda da cor da pele, dermatite ao redor da boca, dermatite de contato alérgica, maceração e atrofia da pele, miliária e infecções secundárias. Caso ocorram eventos adversos, interromper o uso de Terra-Cortril® e avisar o médico responsável pelo tratamento.
    Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo
    uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

    O Que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento? 

    Não há antídoto (medicação que anula a ação de outro) específico disponível. Em casos de superdose,
    descontinuar o uso de Terra-Cortril® e procurar auxílio médico. Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

    Dizeres Legais

    MS – 1.0216.0021
    Farmacêutica Responsável: Carolina C. S. Rizoli – CRF-SP Nº 27071
    Registrado por:
    Laboratórios Pfizer Ltda.
    Rodovia Presidente Castelo Branco, Km 32,5
    CEP 06696-000 – Itapevi – SP
    CNPJ nº 46.070.868/0036-99
    Fabricado e Embalado por:
    Laboratórios Pfizer Ltda.
    Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 1555
    CEP 07112-070 – Guarulhos – SP
    Indústria Brasileira

     
    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA – SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DA RECEITA.
    Esta bula foi aprovada pela ANVISA em 27/09/2016

    Tags: , , , , , , , , ,

  • anvisa-proibe-venda-de-quatro-medicamentos-apos-denuncias

    A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou nesta quarta-feira (20) a suspensão da venda e distribuição de quatro medicamentos produzidos pelo Laboratório Teuto Brasileiro. Em vez dos remédios anunciados, embalagens apresentavam outros medicamentos e até mesmo parafuso.

    Os casos foram descobertos depois de denúncias de consumidores. Entre os produtos estavam analgésicos e pomadas para tratamento de fungos. A proibição está presente em resolução da Anvisa publicada no Diário Oficial da União de hoje.

    O lote 1998101, do Paracetamol 500 mg, produzido pelo Laboratório Teuto, foi suspenso depois de um consumidor ter identificado em uma das embalagens a presença de um parafuso em lugar do comprimido. A validade do lote é novembro de 2015. A denúncia foi feita ao Procon.

    A empresa, que já iniciou o recolhimento voluntário do lote, informou que o produto foi distribuído em Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Bahia. Outro produto suspenso foi o comprimido de 200 mg de Cetoconzol, lote 1048105.

    O problema foi constatado por meio de denúncias de consumidor. O paciente informou que, a embalagem apresentava, em vez do produto, indicado para tratamento de infecções, o medicamento Atenolol 100mg. O lote suspenso havia sido distribuído para Goiás, Amazonas, Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro e São Paulo. A Anvisa determinou ainda a suspensão do lote 8910019, validade 02/2016, do medicamento Nistatina 25.000 UI/g, 60g. De acordo com uma denúncia de consumidor, na embalagem, em vez do remédio adquirido estava neomicina+bacitracina. A nistatina é indicada para candidíase vaginal.

    Os lotes suspensos foram distribuídos no Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais e São Paulo. Os produtos serão recolhidos voluntariamente pelo fabricante. Já o lote 6909006, validade 10/2015, do medicamento Atorvastatina Cálcica, comprimido trazia embalagens indicando concentração de 20 mg, mas o produto encontrado era de 10 mg.

    O medicamento é indicado para reduzir as taxas de colesterol no sangue. Denúncia feita ao SAC do fabricante revelou que, dentro da embalagem do produto de concentração 20 mg, havia o produto de concentração 10 mg. O lote com problemas havia sido enviado para o Distrito Federal, Pará e Paraná.

    Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

  • tobrex-indicado-para-o-tratamento-de-infecções-externas-dos-olhos-e-seus-anexos

    Tobrex®

    Tobramicina 0,3%
    Solução Oftálmico Estéril e Pomada Oftálmico Estéril

    Forma farmacêutica,via de administração e apresentação:

    Frasco plástico conta-gotas contendo 5 ml de Solução Oftálmica Estéril e bisnaga contendo 3,5 g de Pomada Oftálmica Estéril.

    Uso adulto e pediátrico:

    Composição:

    Cada ml de TOBREX Solução contém: Tobramicina 3 mg,Veículo constituído de ácido bórico, sulfato de sódio, cloreto de sódio, tiloxapol, hidróxido de sódio e/ou ácido clorídrico, cloreto de benzalcônio como conservante e água purificada q.s.p. 1ml. Cada g de TOBREX Pomada contém: Tobramicina 3 mg. Excipiente composto de óleo mineral, com clorobutanol como conservante e vaselina sólida q.s.p. 1 g.

    Informações ao paciente:

    Ação do Medicamento:

    TOBREX Solução e Pomada Oftálmica elimina as bactérias causadoras da infecção ocular.

    Indicações do Medicamento:

    TOBREX é um antibiótico indicado para o tratamento de infecções externas dos olhos e seus anexos, causadas por bactérias sensíveis à tobramicina.

    Riscos do Medicamento:

    Contra-indicações: Você não deve usar TOBREX Solução e Pomada Oftálmica se tiver alergia conhecida aos ingredientes do medicamento.

    Advertências:

    TOBREX não deve ser injetado . Se você tiver qualquer reação alérgica, deve parar de usar o medicamento. Você deve retirar as lentes de contato antes de usar o medicamento.

    Precauções:

    Se você usar antibióticos por muito tempo, microrganismos resistentes podem se desenvolver , inclusive fungos. Se você tiver uma superinfecção, deve procurar seu oftalmologista para indicar a terapia adequada. As pomadas oftálmicas podem retardar a recuperação da córnea.

    Interações medicamentosas:

    Não há casos. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que estejam amamentando sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Informe seu médico se ocorrer gravidez ou iniciar amamentação durante o uso deste medicamento. Não há contra-indicação relativa a faixas etárias. Informe o médico ou cirurgião-dentista sobre o aparecimento de reações indesejáveis. Informe o seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

    Modo de Uso:

    Colírio:

    TOBREX Solução é límpido e incolor. Nos casos leves a moderados, pingue uma ou duas gotas no olho afetado a cada 4 horas. Nos casos de infecções graves, pingue duas gotas no olho de hora em hora até melhorar e depois reduza a dose antes de interromper o tratamento.

    Pomada:

    TOBREX Pomada é translúcido. Nos casos leves a moderados, aplique aproximadamente um centímetro da pomada no olho afetado 2 ou 3 vezes por dia. Nos casos de infecções graves, aplique um centímetro da pomada no olho a cada 3 ou 4 horas até melhorar e depois reduza a dose antes de
    interromper o tratamento.

    Como aplicar a pomada:

    1. Incline a cabeça para trás.
    2. Coloque o dedo bem abaixo do olho e puxe suavemente até que um bolso em “V”seja formado entre o olho e a pálpebra inferior.
    3. Coloque uma pequena quantidade (aproximadamente 1,0 cm) de TOBREX Pomada Oftálmica no bolso em “V”. Não deixe a ponta da bisnaga tocar o olho.
    4. Olhe para baixo antes de fechar o olho.
    Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Não use medicamento com prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

    Reações Adversas:

    As reações desagradáveis mais frequentes que ocorrem em menos de 3% dos pacientes tratados com TOBREX são alergia e toxicidade ocular localizada, coceira e inchaço das pálpebras e vermelhidão dos olhos. Podem ocorrer reações parecidas se você usar outros antibióticos semelhantes à tobramicina. Não há casos de outras reações desagradáveis causadas pelo tratamento com TOBREX. Mas se você usar a tobramicina nos olhos junto com outros antibióticos semelhantes por via injetável, deve controlar as concentrações do medicamento no sangue. TOBREX Pomada Oftálmico produz muito menos reações desagradáveis (3,7%) do que a pomada oftálmico de gentamicina (10,6%).

    Conduta na Superdosagem:

    Se você colocar uma grande quantidade de TOBREX .Solução Oftálmica ou Pomada Oftálmica nos olhos de uma só vez, podem ocorrer reações desagradáveis como inflamação da córnea, vermelhidão dos olhos, aumento no lacrimejamento e inchaço e coceira nas pálpebras. Em caso de superdose, você deve lavar os olhos com água morna.

    Cuidados de Conservações e Uso:

    Você deve proteger o colírio da luz e do calor (30 a 40 ºC) e conservar a pomada em temperatura ambiente (15 a 30 ºC). Para evitar a contaminação, não toque no conta-gotas do frasco ou no bico da bisnaga. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

    Informações Técnicas aos profissionais de Saúde:

    Características farmacológicas:

    Os estudos in vitro têm demonstrado que a tobramicina é ativa contra cepas sensíveis dos seguintes microrganismos: Staphylococci, inclusive S. aureuse S. epidermidis (coagulase positivos e coagulase negativos), incluindo cepas resistentes à penicilina. Streptococci, inclusive algumas espécies do grupo A beta-hemolítico, algumas espécies não hemolíticas e algumas cepas de Streptococcus pneumoniae. Pseudomonas aeruginosa,
    Escherichia coli,Klebsiella pneumoniae,Enterobacteraerogenes,Proteus mirabilis,Morganella morganii, maioria das cepas de Proteus vulgaris,Haemophilus influenzae e H. aegyptius,Moraxella lacunata,Acinetobacter calcoaceticus e algumas espécies de Neisseria. Os estudos de sensibilidade bacteriana demonstram que muitos microrganismos resistentes à gentamicina conservam a sensibilidade à tobramicina.

    Resultados de Eficácia:

    Um estudo comparativo entre a solução oftálmica de tobramicina e a solução oftálmica de norfloxacino, demostrou eficácia e segurança similares no tratamento de infecções externas oculares.(1) (1) JACOBSON, JA, et al. Safety and efficacy of topical norfloxacin versus tobramycin in the treatment of external ocular infections. Antimicrob Agents Chemother, 32(12): 1820-4, Dec 1988.

    Indicações:

    TOBREX Solução e Pomada Oftálmica é um antibiótico tópico indicado para o tratamento de infecções externas dos olhos e seus anexos causadas por bactérias sensíveis à tobramicina.

    Contra-Indicações:

    TOBREX está contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida aos componentes da fórmula.

    Modo de usar e cuidados de conservações depois de aberto:

    Um monitoramento apropriado da resposta bacteriana à terapia antibiótica tópica deve acompanhar o uso de TOBREX. Para evitar a contaminação não tocar no conta-gotas do frasco ou no bico da bisnaga.

    Posologia:

    Colírio:

    Nos casos leves a moderados, instilar uma ou duas gotas no olho afetado a cada 4 horas. Nas infecções graves, instilar duas gotas no olho de hora em hora até obter melhora. A partir desse momento a freqüência das instilações deve ser reduzida antes de sua interrupção.

    Pomada:

    Nos casos leves a moderados, aplique aproximadamente um centímetro da pomada no olho afetado 2 a 3 vezes por dia. Em infecções graves, aplique um centímetro da pomada no olho a cada 3 ou 4 horas até obter melhora. A partir desse momento a freqüência das aplicações deve ser reduzida antes de sua interrupção.

    Advertências:

    NÃO DEVE SER INJETADO NOS OLHOS. Alguns pacientes podem apresentar sensibilidade aos aminoglicosídeos quando aplicados topicamente. Se ocorrer qualquer reação de sensibilidade à tobramicina, o uso do medicamento deve ser suspenso. Retirar as lentes de contato antes do uso do produto.

    Precauções:

    Geral:

    O uso prolongado de quaisquer antibióticos pode resultar no desenvolvimento de microrganismos resistentes, inclusive fungos. No caso de superinfecções deve-se instituir a terapia adequada. As pomadas oftálmicas podem retardar a reeptelização corneana.

    Gravidez Categoria B:

    Os estudos de reprodução realizados em três espécies diferentes de animais, com doses até 33 vezes maior es que a dose sistêmica humana,não mostraram influência sobre a fertilidade ou danos ao feto pela tobramicina, não havendo, entretanto, estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas. Como os estudos em animais nem sempre podem prever as respostas humanas,TOBREX Solução e Pomada Oftálmica não deve ser usado durante a gravidez, a menos que seu uso seja indispensável.

    Uso Em Idosos,Crianças e Outros Grupos de Risco

    Idosos:

    Os estudos clínicos realizados mostram que não é necessária a alteração da posologia quando o produto é administrado em pacientes idosos.

    Crianças:

    Estudos clínicos demonstram que a tobramicina é segura e eficaz para o uso em crianças.

    Lactantes:

    Devido ao potencial de reações adversas de TOBREX em crianças lactentes,a amamentação ou o uso do produto deve ser suspenso, dependendo da importância que o produto tenha para a mãe.

    Interações Medicamentosas:

    Não foram descritas.

    Reações Adversas:

    As reações adversas mais freqüentes são hipersensibilidade e toxicidade ocular localizada , inclusive prurido e tumefação das pálpebras e hiperemia conjuntival. Estas reações têm lugar em menos de 3% dos pacientes tratados com TOBREX. Podem ocorrer reações semelhantes com o uso tópico de outros antibióticos aminoglicosídeos. Não se registraram outras reações adversas causadas pelo tratamento com TOBREX;não obstante, ao se administrar tobramicina tópica ocular simultaneamente a outros antibióticos aminoglicosídeos sistêmicos, deve-se controlar as concentrações plasmáticas. TOBREX Pomada Oftálmica produz um número muito menor de reações adversas (3,7%) do que a pomada oftálmica de gentamicina (10,6%).

    Superdose:

    Os sinais clínicos aparentes e os sintomas de uma superdose de TOBREX Solução Oftálmica ou Pomada Oftálmica (ceratite ponteada, hiperemia conjuntival, aumento no lacrimejamento, edema e prurido nas pálpebras) pode m ser semelhantes aos efeitos das reações adversas em alguns pacientes. Em caso de superdose, lavar os olhos com água morna.

    Armazenagem:

    Proteger a solução da luz e do calor (30 a 40 ºC). Conservar a pomada em temperatura ambiente (15 a 30 ºC).
    Lote, fabricação e validade: vide cartucho.
    Tobrex Solução: MS 1.0023.0182.001-1
    Tobrex Pomada: MS 1.0023.0182.002-1
    Farm. Resp.: Lygia Casella Piazza, CRF-SP nº 8066
    ALCON LABORATÓRIOS DO BRASIL LTDA.
    Av. N.S. da Assunção, 736 05359-001 São Paulo -SP
    CNPJ 60.412.327/0013-36
    Indústria Brasileira
    Serviço de Atendimento ao Consumidor: 0800-7077908
    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
    ALCON LABORATÓRIOS DO BRASIL LTDA.

    Tags: , , , , , , , ,

  • biamodil-d-indicado-nas-infecções-oculares-causadas-por-microorgamismos-susceptiveis

    Biamotil-d®

    cloridrato de ciprofloxacino
    dexametasona

    Formas farmacêuticas e apresentações:

    Solução Oftálmica: frasco plástico conta-gotas contendo 5 ml de solução oftálmica estéril.
    Pomada Oftálmica: tubo contendo 3,5 g de pomada oftálmica estéril.
    Uso Adulto

    Composições:

    Solução Oftálmico
    Cada ml contém: 3,5 mg de cloridrato de ciprofloxacino e 1,0 mg de dexametasona.
    Veículo: edetato dissódico, ácido bórico, povidona, polissorbato 80, cloreto de benzalcônio e água purificada q.s.p.
    Pomada Oftálmico
    Cada g contém: 3,5 mg de cloridrato de ciprofloxacino e 1,0 mg de dexametasona.Veículo: vaselina sólida, óleo mineral,clorbutanol e cera microcristalina.

    Informação ao Paciente:

    • Ação esperada do medicamento: ação bactericida específica e antiinflamatória.
    • Cuidados de armazenamento: o produto deve ser armazenado a temperatura ambiente (entre 15 ? C e 30? C) e ao abrigo da luz. Para manter a esterilidade, evite o contato da ponta do frasco ou do tubo com outras superfícies. Após o uso,mantenha o produto bem fechado.
    • Prazo de validade: vide cartucho. Não use medicamento com prazo de validade vencido. Após a abertura do frasco ou do tubo, o produto deve ser utilizado no prazo máximo de 30 dias.
    • Gravidez e lactação: informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término.Informe ao médico se está amamentando.
    • Cuidados de administração: aplique a dose recomendada no saco conjuntival, evitando tocar a ponta do frasco ou tubo nos tecidos oculares. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
    • Interrupção do tratamento: não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
    • Reações adversas: informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.
    • Contra-indicações e precauções: informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.

    NÃO USE REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE.

    Informação Técnica:

    O ciprofloxacino é um antibiótico pertencente ao grupo das quinolonas. Age através do bloqueio da DNA girase, com efeito bactericida contra amplo espectro de bactérias Gram-positivas e Gram-negativas. A dexametasona é um glicocorticóide sintético que inibe a resposta inflamatória induzida por agentes de natureza mecânica, química ou imunológica, aliviando os sintomas de prurido, ardor, vermelhidão e edema.

    Indicações:

    Infecções oculares causadas por microrganismos susceptíveis e quando for necessária a ação antiinflamatória da dexametasona. Blefarites, blefaroconjuntivites e conjuntivites causadas por germes sensíveis, incluíndo Staphylococcus aureus,Staphylococcus epidermidise Estreptococos pneumonia.

    Contra-indicações:

    Hipersensibilidade aos componentes da fórmula, ou a outros derivados quinolônicos. Infecções por herpes simples (ceratite dendrítica), vaccinia, varicela e outras doenças virais da córnea e conjuntiva. Afecções micóticas e tuberculose das estruturas oculares. Glaucoma. Doenças com adelgaçamento da córnea e esclera.

    Precauções e Advertências:

    O uso prolongado do ciprofloxacino pode ocasionalmente favorecer a infecção por microrganismos não sensíveis, inclusive fungos. Recomenda-se examinar periodicamente o paciente pela biomicroscopia com lâmpada de fenda e, quando apropriado, utilizando coloração de fluoresceína. Em tratamentos prolongados é aconselhável o controle freqüente da pressão intra-ocular. O uso do produto deve ser interrompido ao primeiro sinal de rash cutâneo ou qualquer outra reação de hipersensibilidade. O produto somente deverá ser utilizado na gravidez ou no período de amamentação quando, a critério médico, o benefício para a mãe justificar o risco potencial para o feto ou a criança. O uso prolongado de dexametasona pode resultar em opacificação do cristalino (catarata), aumento da pressão intra-ocular em pacientes sensíveis e infecções secundárias.

    EXCLUSIVAMENTE PARA USO TÓPICO OFTÁLMICO. NÃO UTILIZAR PARA INJEÇÃO NO OLHO.

    Em pacientes recebendo terapia sistêmica com quinolonas,foram relatadas reações de hipersensibilidade sérias e ocasionalmente fatais, algumas após a primeira dose. Algum as reações foram acompanhadas de colapso cardiovascular,perda de consciência, parestesia, edema faríngeo ou facial, dispnéia, urticária e prurido. Apenas alguns pacientes possuíam história de reações de hipersensibilidade. Reações anafiláticas sérias requerem tratamento de emergência com epinefrina e outras medidas de ressuscitamento, incluíndo oxigênio, administração intravenosa de fluídos e anti-histamínicos,corticosteróides, aminas pressoras e ventilação, conforme indicação clínica.

    Interações Medicamentosas:

    Não foram realizados estudos específicos com o ciprofloxacino oftálmico. Sabe-se, entretanto que a administração sistêmica de algumas quinolonas pode provocar elevação das concentrações plasmáticas de teofilina, interferir no metabolismo da cafeína, aumentar o efeito do anticoagulante oral warfarina e seus derivados e produzir elevação transitória da creatininasérica em pacientes sob tratamento com ciclosporina.

    Reações Adversas:

    A reação adversa mais comum foi ardência ou desconforto local. Outras reações, ocorrendo em menos que 10% dos pacientes incluíram formação de crostas na margem da pálpebra, sensação de corpo estranho, prurido, hiperemia conjuntival e mau gosto na boca após a instilação. Em menos de 1% dos pacientes, ocorreram manchas na córnea,ceratopatia/ceratite, reações alérgicas, edema de pálpebra,lacrimejamento, fotofobia,infiltrado corneano, náusea e diminuição na acuidade visual.

    Posologia:

    Solução oftálmica:

    Instilar 1 ou 2 gotas a cada quatro horas por um período aproximado de 7 dias. Durante as primeiras 24 a 48 horas, a posologia pode ser aumentada para 1 ou 2 gotas a cada 2 horas, de acordo com o critério médico.

    Pomada oftálmica:

    Aplicar uma pequena quantidade no saco conjuntival inferior, 3 a 4 vezes por dia, ou a critério médico. Para maior comodidade, a solução oftálmica poderá ser utilizada durante o dia e a pomada oftálmica à noite, ao deitar-se. No tratamento de blefarites, aplicar 1 cm da pomada no saco conjuntival inferior, 3 a 4 vezes ao dia, ou a critério médico,recomendando-se reduzir gradativamente a posologia em tratamentos prolongados.

    Superdosagem:

    Em geral, superdosagens não provocam problemas agudos. Se, acidentalmente, for ingerido, beber bastante líquido para diluir, ou procurar orientação médica.

    Pacientes Idosos:

    Não existem restrições de uso em pacientes idosos. A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.

    Nº de lote, data de fabricação e prazo de validade: vide cartucho.

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

    Reg. ANVISA/MS – 1.0147.0063
    Farm. Resp.: Dra. Flávia Regina Pegorer CRF-SP nº 18.150
    Qualidade e Tradição a Serviço da Oftalmologia
    Allergan Produtos Farmacêuticos LTDA
    Av. Guarulhos, 3.272 – CEP 07030-000 – Guarulhos – SP
    CNPJ 43.426.626/0009-24
    Indústria Brasileira
    ® Marca Registrada
    Texto adaptado à portaria 110/97
    71898BR10X – Laetus: 158

    Tags: , , , , , ,

  •  

    altargo-usado-no-tratamento-de-infecções-da-pele-por-bacterias-denominadas-impetigo

    Altargo

    retapamulina

    Apresentação:

    Pomada a 1% (10 mg/g) em embalagem que contém 5g. Uso Tópico Uso Adulto e Pediatrico ( a partir de 9 meses ).

    Composição:

    Cada 1 g de pomada contém: retapamulina …………………………………..10mg excipiente* q.s.p……………………………..1g*Excipiente: petrolato branco.

    Informações ao Paciente:

    Para que este este medicamento é indicado?

    Altargo® é usado no tratamento de infecções da pele causadas por bactérias denominadas impetigo ou infecções que ocorrem após a ocorrencia de pequenos cortes e abrasões ( escoriações ) em adultos e crianças a partir de nove meses de idade.

    Como este medicamento funciona?

    Altargo® é uma pomada que contém o antibiótico retapamulina. Para tratar a infecção,Altargo® age de forma diferente de alguns outros antibióticos, inibindo a produção de proteínas das bactérias através de vários mecanismos. Estudos feitos em laboratório mostraram que a retapamulina não apresenta resistência cruzada específica com outras classes de antibióticos, isto é, mesmo que a infecção não tenha melhorado com outros antibióticos, pode melhorar com o tratamento com Altargo®. Caso não observe melhora nos sintomas dentro de 3 a 4 dias, procure orientação de seu médico.

    Quando não devo usar este medicamento?

    Não use Altargo® se você já teve uma reação alérgica a este medicamento ou à parafina (petrolato branco). Não existem contra indicações relativas a faixas etárias, entretanto a segurança e a eficácia de Altargo® pomada não foram estabelecidas em pacientes pediátricos com menos de nove meses de idade.

    O que devo saber antes de usar este medicamento?

    Caso sua pele fique sensível ou ocorra irritação com o uso de Altargo®,interrompa o tratamento,remova a pomada da área de aplicação e inicie
    outro tratamento apropriado para a infecção. Nesse caso,consulte seu médico. Assim como acontece com outros antibióticos,o uso prolongado de
    Altargo® pode resultar em supercrescimento de microrganismos resistentes, inclusive fungos. Efeitos sobre a capacidade de dirigir veículos e operar máquinas Nenhum efeito prejudicial sobre essas atividades está previsto pela farmacologia ou pelo perfil de reações adversas deste medicamento. Medidas de higiene recomendadas Lave as mãos antes e depois de aplicar a pomada. A área tratada pode ser coberta com uma atadura ou gaze estéril conforme desejo do médico ou do paciente. Gravidez e lactação Informe seu médico se você estiver grávida ou achar que está grávida.Não use Altargo® se estiver grávida ou amamentando, a menos que seu médico recomende. Este medicamento não deve ser usado por mulheres grávidas ou que estejam amamentando sem orientação médica ou do cirurgião – dentista.

    Interações medicamentosas:

    Não se descobriram efeitos importantes de outros medicamentos na ação da retapamulina em adultos. No entanto, como não há estudos sobre o efeito da aplicação de Altargo® junto com outros produtos tópicos na mesma área da pele,esse procedimento não é recomendável. Informe ao seu médico ou cirurgião – dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

    Onde, como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

    Cuidados de armazenamento Conserve o produto na embalagem original em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C).Descarte a pomada sete dias após a abertura do tubo. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde – o em sua embalagem original. Aspecto físico/Características organolépticas Pomada esbranquiçada e macia. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá – lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

    Como devo usar este medicamento?

    Modo de usar,Use Altargo® conforme as instruções de seu médico. Lave as mãos antes e depois de aplicar a pomada. Este medicamento deve ser usado apenas sobre a pele. Não o use nos olhos, na boca ou nos lábios nem dentro do nariz ou dentro da região genital feminina. Se a pomada acidentalmente atingir essas áreas, lave-as com água e consulte seu médico se você sentir algum desconforto. Posologia para adultos, crianças e bebês a partir de 9 meses de idade Aplica -se,em geral,uma camada fina de pomada sobre a pele com infecção duas vezes ao dia durante cinco dias.
    Após aplicar a pomada, você pode cobrir a área tratada com uma atadura ou gaze estéril, a menos que seu médico lhe diga para deixar a área descoberta. Continue a usar Altargo® pelo tempo que seu médico recomendar. Se o problema não melhorar depois de três ou quatro dias de tratamento, consulte seu médico. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

    O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

    Se você deixar de fazer uma aplicação de Altargo®,passe a pomada assim que se lembrar e aplique a dose seguinte no horário normal. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico ou cirurgião – dentista.

    Quais os males que este medicamento pode me causar?

    A maioria dos pacientes não tem problemas com o uso de Altargo®. No entanto, assim como acontece com qualquer medicamento,Altargo® pode causar efeitos indesejáveis. Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento) : irritação da pele (coceira,inchaço ou dor na área em que você aplicou Altargo® ).Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): coceira intensa,manchas avermelhadas ou alergia na área de aplicação de Altargo® . Se você tiver uma reação grave (como coceira ou erupção intensas), pare de usar Altargo®, remova a pomada da área afetada e entre em contato com seu médico.Se você notar qualquer efeito colateral que não é mencionado nesta bula, informe seu médico. Atenção: este é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer reações adversas imprevisíveis ou desconhecidas. Nesse caso, informe seu médico ou cirurgião – dentista.

    O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

    Problemas causados por superdosagem deste medicamento são improváveis. Se você ingerir Altargo® acidentalmente,entre em contato com
    seu médico. Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento se possível. Ligue para 0800 722 6001 se você precisar de mais orientações.

    DIZERES LEGAIS

    MS: 1.0107.0270
    Farm. Resp: Edinilson da Silva Oliveira
    CRF – RJ Nº 18875
    Fabricado por: Glaxo Operations UK Limited
    Harmire Road, Barnard Castle,Co.Durham DL12 8DT,Inglaterra
    Importado e registrado por: GlaxoSmithKline Brasil Ltda.
    Estrada dos Bandeirantes, 8464,Rio de Janeiro,RJ CNPJ: 33.247.743/0001 – 10

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
    SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DA RECEITA
    ALTARGO_POMDER_101070270_GDS 07 . IPI0 6 . P0 6 _VP 4
    Esta bula foi aprovada pela ANVISA em 1
    1/04/2013

    Tags: , , , , , , , , ,

  • Assaduras 01.07.2013 No Comments

     

    hipoglós-e-destinado-ao-tratamento-da-dermatite-amoniacal-e-areas-de-lesoes-cronicas-endurecidas-da-pele

    Hipoglós

    Pomada
    palmitato de retinol
    colecalciferol
    óxido de zinco

    Apresentação:

    Pomada,Bisnaga com 25 g de pomada.Cada grama de pomada contém 5.000 UI de palmitato de retinol, 100 UI de colecalciferol e 66 mg de óxido de zinco.
    Uso Externo
    Uso Adulto e Pediátrico

    Composição:

    Cada grama de pomada contém: palmitato de retinol (vitamina A) ………………………………………… 5.000 UI colecalciferol (vitamina D3) …………………………………………100 UI óxido de zinco ………………………………………… 66 mg.Excipientes: óleo de fígado de bacalhau, acetato de
    dextroalfatocoferol, cera emulsificante,óleo mineral, base de absorção derivados de lanolina, monoestearato de glicerila, óleo de amêndoas, propilenoglicol, butilidroxitolueno, metilparabeno, propilparabeno, ácido cítrico e água purificada.

    Informações ao Paciente:

    Para Que Este Medicamento é Indicado?

    Este medicamento é destinado ao tratamento da dermatite amoniacal (também chamada “dermatite das fraldas”) e áreas de lesões crônicas
    endurecidas da pele.

    Como Este Medicamento Funciona?

    Este produto é uma pomada para proteger a pele quando esta tem lesões secas e causadores de coceira ou quando tem irritação, na área da fralda.

    Quando Não Devo Usar Este Medicamento?

    Se o paciente apresenta uma dermatite causada por fungos (micose cutânea), as lesões podem piorar com o uso do produto. Não se deve usar
    o produto se houver antecedentes de hipersensibilidade (alergia) aos componentes da fórmula. Não aplicar em feridas abertas.

    O Que Devo saber Antes de Usar Este Medicamento?

    Na dermatite das fraldas, deve-se trocar as fraldas com frequência, mantendo-se a pele seca e, quando possível, exposta ao ar. Evitar o uso de
    calças plásticas apertadas. Deve-se evitar que as crianças venham a ingerir o produto ainda que não se conheçam as consequências desta ingestão.

    Uso Durante a Gravidez

    Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

    Uso Durante a Amamentação

    Não existem inconvenientes.

    Interações Medicamentosas

    Não existem. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

    Onde, Como e Por Quanto Tempo Posso Guardar Este Medicamento?

    Conserve este medicamento em temperatura ambiente ( entre 15°C e 30°C). Após aberta,conserve a bisnaga bem fechada na mesma condição.
    Número de lote e data de validade: vide embalagem. Data de fabricação: fabricado 24 meses antes da validade. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

    Aspecto Físico:

    Bisnaga de alumínio contendo pomada branca, homogênea.

    Características Organolépticas:

    Pomada com cheiro de óleo de fígado de bacalhau.Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

    Como Devo Usar Este Medicamento?

    Cuidados de Administração:

    Deve-se lavar e secar a pele. A seguir aplicar a pomada em quantidade suficiente para cobrir a área lesada.

    Posologia:

    Deve-se aplicar duas ou mais vezes ao dia. Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

    O Que Devo Fazer Quando Eu Me Esquecer De Usar Este Medicamento?

    Esquecimento de uma dose não provoca consequências exceto eventual retardo na melhora da alteração na pele. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

    Quais Os Males Que Este Medicamento Pode Me Causar?

    Pode ocorrer ardência transitória da pele. Micoses cutâneas que não foram identificadas podem se agravar pelo uso desta pomada, devendo ser tratada com produto antifúngico apropriado. Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

    O Que Fazer Se Alguém Usar Uma Quantidade Maior Do Que a Indicada Deste Medicamento?

    Não há registros de riscos para a saúde. Em caso de ingestão acidental procurar atendimento médico levando a embalagem do produto.Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

    DIZERES LEGAIS

    MS – 1.1039.0022
    Farm. Responsável: Dr. Adivar Aparecido Cristina – CRF-SP nº 10.714
    FUNDAÇÃO PARA O REMÉDIO POPULAR – FURP
    Governo do Estado de São Paulo
    Rua Endres, 35 – Guarulhos – SP
    CNPJ 43.640.754/0001-19 – Indústria Brasileira

    USO SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
    VENDA PROIBIDA AO COMÉRCIO

    Tags: , , , , , , , ,

  • albicon-indicado-para-o-tratamento-de-aftas-gengivites-estomatites-e-tartaro-dentario

    Albicon®

    benzocaína, bicarbonato de sódio, clorato de potássio

    Apresentações

    Pó para uso tópico.
    Cada grama contém 0,006 g de benzocaína, 0,884 g de bicarbonato de sódio e 0,11 g de clorato de potássio.
    Frasco plástico contendo 20 g de pó.
    Uso Tópico
    Uso Adulto e Pediátrico Acima de 12 Anos

    Composição:

    Cada 1 g de pó contém: benzocaína ………………………………………………………………………………………………. 0,006 g
    bicarbonato de sódio …………………………………………………………………………………. 0,884 g
    clorato de potássio …………………………………………………………………………………….. 0,11g

    Informações ao Paciente:

    Para Que Este Medicamento é Indicado?

    Albicon® é indicado para o tratamento de aftas, gengivites,estomatites, candidíase oral (sapinho oral) e para a prevenção do tártaro dentário.

    Como Este Medicamento Funciona ?

    Albicon® funciona diminuindo a acidez da cavidade oral (ação alcalinizante), eliminando microrganismos chamados fungos e bactérias (ação an
    tisséptica), e também diminuindo a dor (ação anestésica).O início de ação é imediato (15 a 30 segundos).

    Quando Não Devo Usar Este Medicamento ?

    Não use este medicamento se tiver hipersensibilidade a qualquer dos componentes da fórmula. Albicon® não deve ser usado em lesões extensas, nem em tratamentos prolongados.

    O Que Devo Saber Antes de Usar Este Medicamento ?

    O medicamento deve ser utilizado somente para uso tópico e não deve ser ingerido. O uso de Albicon® em crianças menores de 2 anos deve ser feito somente mediante recomendação médica. Se você tiver insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência renal, cirrose ou hipertensão ou estiver utilizando corticosteroide avise seu médico, antes de utilizar este medicamento. Você não deve utilizar este medicamento se sua pele ou mucosa estiver irritada,ressecada ou com temperatura elevada. Este medicamento não deve ser aplicado em áreas extensas ou em doses acima do indicado. O local de aplicação do medicamento não deve ser coberto.

    Pacientes Idosos:

    Não existem restrições ao uso. Você deve ter as mesmas precauções e cuidados de administração previstos para os demais pacientes.

    Gravidez e Amamentação:

    Albicon® é indicado para uso tópico (apenas na superfície),portanto é esperado que baixas concentrações atinjam a corrente sanguínea. Na posologia recomendada, a utilização do medicamento durante a gestação pode ser considerada segura. Porém, não existem estudos específicos da utilização do medicamento Albicon® durante a gravidez e lactação. Sendo assim, fale com seu médico, pois a administração do produto durante estes períodos somente deve ser considerada quando o benefício esperado para a mãe for maior do que qualquer possibilidade de risco ao feto ou recém-nascido. Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe ao seu médico se está amamentando. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

    Interações Medicamentosas:

    Por ser um medicamento de aplicação tópica, com potencial de absorção sistêmica baixo,as interações medicamentosas ou alimentares são improváveis. Até o momento, não existem relatos de incompatibilidade com outros medicamentos, substâncias ou alimentos durante o uso do medicamento, podendo ser associado a antimicóticos ou corticosteroides tópicos, quando necessário. Se você estiver utilizando antibióticos chamados sulfonamidas (como por exemplo: sulfanilamida, sulfadiazina, sulfadimidina, sulfassalazina ou sulfametoxazol) avise seu médico. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

    Onde, Como e por Quanto Tempo Posso Guardar Este Medicamento ?

    Mantenha o medicamento bem fechado à temperatura ambiente (15ºC a 30ºC). Proteger da luz e umidade. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Albicon® é um pó cristalino, branco e inodoro (sem cheiro). Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto,consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

    Como Devo Usar Este Medicamento ?

    O medicamento deve ser aplicado diretamente sobre as lesões (aftas, gengivites,estomatite ou candidíase) ou pode-se fazer gargarejos ou bochechos, conforme orientação médica. Albicon® é um medicamento para uso tópico, e ele não deve ser ingerido. A ingestão deste medicamento pode causar desde irritação gastrintestinal até os sinais e sintomas descritos no item 9 “O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?”. Assim, se você ingerir acidentalmente este medicamento, deve procurar um médico ou um centro de intoxicação imediatamente.

    Posologia:

    Aplicar topicamente sobre as lesões uma pequena quantidade do pó de Albicon®, de 8 em 8 horas (3 vezes ao dia), após as refeições, ou, no caso de crianças, após as mamadas. Em casos de uso em gargarejos ou bochechos, dissolver uma colher de café (2,5 mL) do pó de Albicon® em meio copo de água. Nas gengivites e para a remoção de manchas de tártaro ou de nicotina, dissolver uma colher de café (2,5 mL) do pó de Albicon® em um copo de água e escovar os dentes. Os tratamentos não devem ser prolongados. O limite máximo diário de administração tópica é de 3 doses de Albicon®. Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento,procure a orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

    O Que Devo Fazer Quando Eu Me Esquecer De Usar Este Medicamento ?

    Você pode utilizar este medicamento assim que se lembrar, não excedendo a dose recomendada de 3 vezes ao dia. Em caso de dúvidas, procure a orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

    Quais Os Males Que Este Medicamento Pode Me Causar ?

    Até o momento, não se conhece reações adversas com o uso deste medicamento nas doses recomendadas. Pode ocorrer uma sensação de ardência no momento da aplicação que desaparece alguns minutos depois, não necessita ndo a interrupção do tratamento. A aplicação de grande quantidade deste medicamento pode causar absorção significativa em crianças, seguida de anestesia da faringe, e aumentar o risco de toxicidade à benzocaína. Têm sido observados casos de metemoglobinemia (alteração no formato da hemoglobina, que é uma célula do sangue responsável
    pelo transporte de oxigênio. Na metemoglobinemia, a hemoglobina não consegue transportar o oxigênio.), após a aplicação tópica de benzocaína, especialmente em crianças. Dermatite de contato (alergia) e distúrbio do paladar podem ocorrer devido à presença de benzocaína na formulação deste medicamento. Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do  medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

    O Que Fazer Se Alguém Usar Uma Quantidade Maior Do Que a Indicada Deste Medicamento ?

    Se você ingerir este medicamento acidentalmente, deve procurar um médico ou um centro de intoxicação imediatamente. O apoio médico imediato é fundamental para adultos e crianças, mesmo se os sinais e sintomas de intoxicação não estiverem presentes. Os sintomas que caracterizam a superdose podem incluir: alteração no humor, baixa respiração, rigidez muscular, batimentos cardíacos irregulares, taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos), hipotensão (diminuição da pressão sanguínea), hiperpneia (aumento da frequência respiratória), cianose (pele , unhas ou mucosas com coloração azulada devido à falta de oxigênio no sangue), letargia (diminuição das funções vitais),náusea, vômito, diarreia, dor abdominal (na barriga ), entre outros que somente o seu médico poderá identificar (anemia hemolítica, hemorragia,metemoglobinemia,hipercalcemia e falência renal). Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente
    socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

    Dizeres Legais

    Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.
    Reg. M.S.: 1.0058.0001
    Farm. Resp.: Dra. C. M. H. Nakazaki
    CRF-SP nº 12.448
    CHIESI Farmacêutica Ltda.
    Uma empresa do Grupo Chiesi Farmaceutici S.p.A.
    Rua Dr. Giacomo Chiesi nº 151 – Estrada dos Romeiro
    s km 39,2
    Santana de Parnaíba – SP – CEP 06500-970
    CNPJ nº 61.363.032/0001-46 – ® Marca Registrada – I
    ndústria Brasileira
    SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor): 0800 11
    4525
    www.chiesi.com.br

    Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  • fentizol-e-indicado-para-o-tratamento-de-candidiase-da-mucosa-vaginal

    Fentizol®

    nitrato de fenticonazol
    Creme vaginal
    Óvulo vaginal
    Uso vaginal

    Apresentações:

    Creme vaginal: bisnaga com 40 g + 7 aplicadores descartáveis de 5 g cada.
    Óvulo vaginal: caixa com 1 óvulo + 1 aplicador.
    Uso Adulto

    Composições:

    Creme vaginal 0,02 g/g Cada 100 g de creme contém: nitrato de fenticonazol (equivalente a 1,757 gde fenticonazol)…………………………….2 g
    Excipientes: propilenoglicol,lanolina hidrogenada,óleo de amêndoas,éster poliglicólico de ácidos graxos, álcool cetílico, monoestearato de glicerila auto-emulsionável, edetato dissódico diidratado e água purificada. Óvulo vaginal 600 mg Cada óvulo contém: nitrato de fenticonazol (equivalente a 527 ,1 mg de fenticonazol) …………………….600 mg Excipientes: petrolato líquido,lecitina de soja, petrolato branco, gelatina, glicerol,dióxido de titânio,etilparabeno de sódio e propilparabeno de sódio.

    Informações ao Paciente:

    FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) deve ser utilizado apenas sob orientação médica.

    – O que é e para que serve FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol)?

    FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) é um antifúngico indicado para o tratamento de infecções vaginais causadas por fungos.

    – Como FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) deve ser guardado?

    FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) deve ser mantido em sua embalagem original,conservado em temperatura entre 8 e 30°C. Proteger da luz e umidade.

    – Qual o prazo de validade de FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol)?

    O prazo de validade de FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) é de 24 meses após a data de fabricação impressa na embalagem do produto. Ao utilizar o medicamento,confira sempre seu prazo de validade.
    NUNCA USE MEDICAMENTO COM O PRAZO DE VALIDADE VENCIDO.

    Além de não obter o efeito desejado,as substâncias podem estar alteradas e causar prejuízo para a sua saúde.

    – FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) pode ser utilizado durante a gravidez e amamentação?

    FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) não é recomendado durante a gravidez,especialmente nos 3 primeiros meses. Informe seu médico a
    ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu término. Informe seu médico se está amamentando. Mulheres grávidas não
    devem usar aplicador sem orientação médica.

    – Como FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) deve ser utilizado?

    FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) deve ser usado apenas com o aplicador que acompanha o produto, para administração vaginal.Observe as instruções para aplicação no item POSOLOGIA (Instruções para o uso). Lave bem as mãos antes e depois das aplicações com FENTIZOL ® (nitrato de fenticonazol). Todas as aplicações devem ser feitas à noite, antes de deitar. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Para evitar uma reinfecção, o parceiro também deve ser tratado conforme orientação médica específica. FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) não é gorduroso,não mancha e pode ser removido facilmente com água.

    – O Tratamento com FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) pode ser interrompido?

    Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Somente ele poderá avaliar a evolução de seu tratamento e decidir quando
    e como este deverá ser interrompido.

    – Quais são as possíveis reações adversas com o uso de FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol)?

    Após aplicação de FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) pode ocorrer uma leve ardência,que deverá desaparecer rapidamente. FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) geralmente não irrita a pele e mucosas. Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis,como por exemplo,ardência e coceira.
    TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS

    – FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) pode ser utilizado com outros medicamentos?

    Até o momento não se observou a existência de interações medicamentosas com FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol)

    – Quando FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) não deve ser utilizado?

    FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) não deve ser utilizado em caso de alergia conhecida ao nitrato de fenticonazol ou aos componentes do produto. É recomendado não utilizar o produto durante o período menstrual.

    – Quando o uso de FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) requer cuidados especiais?

    FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) deve ser usado apenas com o aplicador que acompanha o produto, para administração vaginal.Observe as instruções para aplicação no item POSOLOGIA (Instruções para o uso). Para evitar uma reinfecção, o parceiro também deve ser tratado conforme orientação médica específica. FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) não é gorduroso, não mancha e pode ser removido facilmente com água.Mulheres grávidas não devem usar aplicador sem orientação médica. Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início,ou durante o tratamento.

    – Em caso de ingestão acidental do produto, que providências tomar?

    Em caso de ingestão acidental, entre imediatamente em contato com seu médico, ou procure um pronto-socorro, informando a quantidade ingerida, horário da ingestão e os sintomas.

    NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE.

    Informações Técnicas

    Caracteristicas:

    Farmacodinâmica:

    O nitrato de fenticonazol é um antimicótico de amplo espectro. In vitro: Alta atividade fungistática e fungicida em dermatófitos (todas as espécies de Trichophyton, Microsporum e Epidermophyton), em Candida albicans e outros agentes micóticos causadores de infecções da pele e mucosa. In vivo: Cura em 7 dias de micoses cutâneas causadas por Candida e dermatófitos em cobaias. O nitrato de fenticonazol também tem atividade antibacteriana contra microrganismos Gram-positivos. Mecanismo de ação: inibição da oxidase do citocromo P450 da célula fúngica, inibindo a formação de ergosterol e alterando a permeabilidade da membrana. O fenticonazol causa desintegração da estrutura de mitocôndrias, lisossomos, peroxissomos e do retículo endoplasmático, induzindo assim a destruição do fungo. O nitrato de fenticonazol também tem se mostrado ativo, tanto in vivo como in vitro em Trichomonas vaginalis.

    Farmacocinética:

    O grau de absorção do nitrato de fenticonazol tritiado (ou triciado) em humanos,medido após aplicação dérmica ou vaginal foi muito baixo. A exposição máxima observada após aplicação dérmica de 1,3 g de nitrato de fenticonazol, na forma de Fentizol BU 02 creme vaginal 2% (correspondente a 26 mg/kg de princípio ativo), sobre uma área de 400 cm 2, ou 25? mol de spray 2% (correspondente a 5,4 mg/kg de princípio ativo),sobre uma área de 50 cm 2 foi, respectivamente de 1,2 ? g/kg e 1,6 ? g/kg. Após administração vaginal de óvulos de 200 mg ou 1000 mg a voluntárias saudáveis e pacientes com candidíase vulvovaginal, foi observada uma média de 1,34% +/- 0,82 (desvio padrão) e 1,81% +/- 0,57 (desvio padrão), a exposição máxima correspondente foi de 91 ? g/kg e 400 ? g/kg. Levando em conta o grau da absorção oral em ratos e cães, e que 20 mg/kg/dia foi o nível da dose sem efeito na toxicidade crônica e nos estudos reprodutivos, pode-se observar que animais toleraram bem a administração repetida de quantidades de nitrato de fenticonazol 5.000 a 10.000 vezes e 21 a 134 vezes maiores do que aquelas sistematicamente absorvidas em humanos após administração dérmica ou vaginal,respectivamente. A baixa absorção sistêmica do nitrato de fenticonazol após aplicação cutânea ou vaginal é confirmada pela monitorização do s níveis plasmáticos da droga durante e ao final da terapia, em pacientes tratados com espuma dérmica 2%, loção 2% ou ducha vaginal 0,2%. Em todas as amostras analisadas, a concentração plasmática do nitrato de fenticonazol foi de 5 ng/ml.

    Indicações:

    FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) é indicado para o tratamento de candidíase da mucosa vaginal (vulvovaginite, vaginite e leucorréia).

    Contra-indicações:

    Hipersensibilidade aos componentes do produto.

    Precauções e Advertências:

    Na Hora da aplicação na lesão ou da inserção intravaginal,pode ocorrer uma leve sensação de ardência que desapere rapidamente. O uso de produtos para aplicação tópica,especialmente por tempo prolongado,pode causar sensibilização. Nesse caso,suspender o tratamento para estabelecer uma terapia conveniente. Mulheres grávidas não devem utilizar aplicador sem orientação médica.

    Gravidez e Lactação:

    Embora a absorção vaginal de FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) seja muito baixa, o uso do produto durante a gravidez não é recomendado.

    Interações Medicamentosas:

    Não são conhecidas interações com outros medicamentos nem outras formas de interação.

    Reações Adversas:

    Fentizol® (Nitrato de Fenticonazol) é geralmente bem tolerado tanto na pele como na mucosa,reações erimatosas leves e pasageiras ou sensação de ardências foram raramente realatadas e normalmente desaparecem com rapidez. Em caso de reações de hipersensibilidade ou desenvolvimento de resistência aos microrganismo,o tratamento deve ser suspenso. Quando usado conforme as instruções,Fentizol® (Nitrato de Fenticonazol) é muito pouco absorvido e repercussões de natureza sistêmica podem,portanto,ser excluidas.

    Posologia:

    Creme vaginal 0,02 g/g: o creme deve ser introduzido na vagina com o aplicador cheio (5g de creme). Deve-se utilizar um aplicador por dia, que deve ser descartado após o uso. O creme deve ser utilizado por 7 dias consecutivos.- Óvulo vaginal 600 mg: o óvulo deve ser introduzido profundamente na vagina,com auxílio do aplicador,por um único dia. Para evitar uma reinfecção, o parceiro também deve ser tratado conforme orientação médica específica. Creme vaginal 0,02 g/g e Óvulo vaginal 600 mg: – Siga as instruções ilustradas nos seguintes diagramas. – Assegure-se que o aplicador está perfeitamente limpo.

    Instruções para o Uso:

    Lavar bem as mãos antes e depois das aplicações com FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol). Todas as aplicações devem ser feitas à noite, antes de deitar. Aplicador do creme (bisnaga) 1. Fure completamente o bico da bisnaga com a parte de trás da tampa e rosqueie o aplicador na bisnaga no lugar da tampa. Aperte a bisnaga suavemente em sua parte inferior (fundo), para que o aplicador seja preenchido. Caso haja uma certa resistência do êmbolo, puxe-o delicadamente. O aplicador deve ser preenchido por completo. 2. Remova o aplicador da bisnaga, que deve ser fechada imediatamente com a tampa. Deitada, com as pernas flexionadas e separadas, introduza delicadamente o aplicador profundamente na vagina e empurre o êmbolo completamente. Depois puxe o aplicador para fora sem tocar no êmbolo. 3. Descartar o aplicador. Aplicador do óvulo 1. Ao tirar o óvulo da embalagem, colocá-lo no aplicador. Evite o manuseio prolongado, pois o calor pode provocar dilatação do óvulo, o que dificulta a saída do aplicador. 2. Faça apenas uma leve pressão para encaixar o óvulo no aplicador. Não precisa apertar. Atenção: muita pressão pode provocar o rompimento do óvulo. 3. Deitada com as pernas flexionadas e separadas,introduza delicadamente o aplicador profundamente na vagina e empurre o êmbolo completamente. Retire o aplicador. 4. Descartar o aplicador.

    Superdosagem:

    Até o momento não foram observados casos de superdosagem com o produto, pois FENTIZOL® (nitrato de fenticonazol) é muito pouco absorvido, quando usado conforme instruções, e repercussões de natureza sistêmica podem, portanto, ser excluídas.

    Pacientes Idosas:

    Não há até o momento, estudos adequados relacionando a idade ao uso do produto.
    MS – 1.0573.0327
    Farmacêutico Responsável: Dr. Wilson R. Farias CRF-SP nº 9555
    Creme vaginal 0,02 g/g:Sob licença de RECORDATI S.p.A. – Milão – Itália.
    Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
    Via Dutra, km 222,2 Guarulhos – SP
    CNPJ 60.659.463/0001-91 Indústria Brasileira
    Óvulo vaginal 600 mg: Sob licença de RECORDATI S.p.A. – Milão – Itália
    Produzido por Cardinal Health Brasil 402 Ltda. – Sorocaba – SP
    Embalado por Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
    Via Dutra, km 222,2 Guarulhos – SP
    CNPJ 60.659.463/0001-91 Indústria Brasileira
    Logo CAC Lote, data de fabricação e prazo de validade: vide cartucho.

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

    Tags: , , , , , , ,

  • laboriodine-dergemante-e-indicado-na-antissepsia-e-dergemação-das-maos-braços-e-antebraços-da-equipe-cirurgica

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Laboriodine Degermante

    10% Iodopolividona (1% iodo ativo)
    Solução com Tensoativo
    Antes de Usar,Leia as Instruções do Rótulo
    Uso Externo- Uso Adulto e Pediátrico

    Composição:

    Iodopolividona 10% (que equivale a 1% de iodo ativo) e veículo aquoso (água deionizada,tensoativo, umectante e alcalinizante, solubilizante).

    Ação:

    LABORIODINE degermante é um produto a base de polivinil pirrolidona iodo em solução degermante,um complexo estável e ativo que libera o iodo progressivamente. É ativo contra todas as formas de bactérias não esporuladas, fungos e vírus. O emprego do produto para prevenção e tratamento de infecções cutâneas não apresenta o inconveniente de irritações da pele e por ser hidrossolúvel não mancha acentuadamente a
    pele, sendo facilmente removível em água.

    Indicações e Modo de Usar:

    LABORIODINE degermante é indicado na antissepsia e degermação das mãos, braços e antebraços da equipe cirúrgica; na preparação pré-operatória da pele de pacientes. Espalhar na pele e massagear por 2 minutos. Enxaguar com água corrente e repetir a aplicação se necessário,
    secando a pele com gaze ou toalha estéril.

    Advertências:

    O produto não deve ser usado em casos de alergia ao iodo, feridas abertas (pode resultar em absorção do iodo) e em curativos oclusivos Restrição de uso: neonatais e gestantes pois pode causar intoxicação pelo iodo. Evitar uso prolongado. Se ingerido, beber grande quantidade de leite ou clara de ovos batidas em água. Em contato com os olhos, lavar abundantemente em água corrente. Em qualquer um dos casos procure orientação médica.

    Cuidados de Conservação:

    Proteger o frasco do calor excessivo (temp. acima de 40ºC), umidade e luz solar direta. Manter o produto em sua embalagem original e não reutilizar a embalagem vazia.

    TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS
    PARA CORRETA UTILIZAÇÃO DESTE MEDICAMENTO, SOLICITE ORIENTAÇÃO DO FARMACÊUTICO
    Medicamento de Notificação Simplificada, RDC ANVISA nº 199/2006. AFE nº 1.06512-6
    AO PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO
    Farm. Resp.: Dra. Alessandra Scopinho Pagliotto – CRF-SP nº 19.869
    GLICOLABOR IND. FARMACÊUTICA LTDA – Av. Pres. Castelo Branco, 1.385 – Ribeirão Preto – SP – CNPJ nº
    45.272.721/0001-99 – Indústria Brasileira
    Centro de Controle de Intoxicações (CEATOX) – Hospital das Clínicas, FMUSP: 0800-148110 (24 horas)
    SAC: 0800-010-9370 – www.segmenta.com.br
    CONTEÚDO: 100 mL

    Tags: , , , , , , , ,

  • garamicina-indicado-no-tratamento-local-de-infecção-da-pele-causada-por-bacterias

    GARAMICINA® Creme

    sulfato de gentamicina

    Forma farmacêutica, via de administração e apresentação:

    Creme – Uso dermatológico.
    GARAMICINA Creme em bisnagas de 30 g.
    Uso Adulto e Pediátrico

    Composição:

    Cada grama de GARAMICINA Creme contém 1 mg de gentamicina, sob a forma de sulfato, em base não-gordurosa, inodora, incolor e lavável.
    Excipientes: clorocresol, éter cetílico polioxietileno, álcool cetoestearílico, óleo mineral, petrolato e fosfato de sódio monobásico.

    Informações ao Paciente

    Como este medicamento funciona?

    GARAMICINA é um antibiótico que atua sobre vários tipos de bactérias, com alta eficácia no tratamento local das infecções primárias e secundárias da pele, causadas por bactérias sensíveis à gentamicina.

    Por que este medicamento foi indicado?

    GARAMICINA Creme é indicada no tratamento local de infecções primárias e secundárias da pele, causadas por bactérias sensíveis à gentamicina.
    Infecções primárias da pele: impetigo contagioso (doença infecciosa de pele), foliculite superficial (infecção de pelos), ectima (doença infecciosa da pele), furunculose, sicose da barba (inflamação nos locais onde nasce a barba) e pioderma gangrenoso (doença inflamatória com formação de úlceras na pele).

    Infecções secundárias da pele:

    Dermatite eczematoide infecciosa, inflamação em áreas ricas em glândulas sebáceas, dermatite seborreica infectada, dermatite de contato (tipo de alergia de pele) infectada (incluindo veneno de hera), escoriações infectadas e infecções fúngicas (micoses) e virais infectadas também por bactérias. GARAMICINA Creme é indicada também no tratamento de cistos de pele infectados e certos abscessos cutâneos, quando precedidos de incisão (abertura) e drenagem (saída), para promover contato adequado entre o antibiótico e a bactéria infectante. Foram obtidos bons resultados no tratamento de feridas em locais de atrito constante (como em escaras de decúbito em pessoas acamadas) e outras úlceras de pele infectadas, queimaduras superficiais infectadas, paroníquia (infecção ao redor das unhas), picadas e mordeduras infectadas, incisões e feridas de pequenas cirurgias. GARAMICINA Creme é indicada para lesões úmidas de infecções primárias e lesões com infecções secundárias, como as de acne pustulosa ou dermatite seborreica infectada. GARAMICINA Creme ajuda a reter a umidade e é especialmente útil em infecções na pele com eczemas (doenças inflamatórias da pele) ou psoríase (lesões com espessamento e descamação da pele). GARAMICINA Creme tem sido usada com êxito em crianças de idade superior a 1 ano, assim como em adultos.

    Quando não devo usar este medicamento?

    Contra-indicações:

    Não utilize GARAMICINA Creme se você já teve alguma reação alérgica a qualquer um dos componentes de sua fórmula.

    Advertências:

    GARAMICINA Creme pode ser utilizada por pacientes alérgicos à neomicina (antibiótico para uso em pele), embora se recomende a observação regular desses pacientes, quando tratados com qualquer antibiótico de uso na pele. A absorção sistêmica (no sangue) da gentamicina aplicada na pele pode ser aumentada se áreas corporais extensas estiverem sendo tratadas, especialmente durante períodos de tempo prolongados ou na presença de ferimento na pele. Nesses casos, poderão ocorrer efeitos indesejáveis característicos do uso sistêmico de gentamicina. Portanto, recomenda-se cuidados especiais quando o produto for usado nessas condições, principalmente em lactentes e crianças.GARAMICINA Creme não é indicada para uso oftálmico (nos olhos). O agente bactericida de GARAMICINA Creme não é eficaz em infecções cutâneas causadas por fungos ou vírus.

    Uso durante a gravidez e a amamentação:

    Uma vez que a segurança do uso de GARAMICINA Creme em mulheres grávidas não está estabelecida, não deve ser utilizada em pacientes grávidas em grandes quantidades ou por períodos prolongados.

    Precauções:

    O uso de antibióticos na pele pode, ocasionalmente, permitir o crescimento de microorganismos resistentes, como os fungos. Se isso ocorrer, ou em caso de irritação, sensibilização ou superinfecção, o tratamento com gentamicina deve ser descontinuado e instituída terapia adequada.

    Interações medicamentosas:

    Não há informações disponíveis referentes às interações medicamentosas de GARAMICINA Creme. Esse medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Este medicamento não deve ser utilizado por crianças menores de 1 ano.
    Informe ao médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações indesejáveis. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

    Como devo usar esse medicamento?

    Aspecto físico:

    Verifique se o medicamento que você adquiriu possui as seguintes características: GARAMICINA Creme apresenta cor branca, é macio e homogêneo.

    Características organolépticas:

    GARAMICINA Creme não apresenta características organolépticas específicas.

    Dosagem:

    Você deve aplicar uma fina camada de GARAMICINA Creme na pele de modo a cobrir toda a área afetada, 3 a 4 vezes por dia, até a obtenção de resultados favoráveis. Caso queira, a área tratada pode ser coberta com uma gaze. No impetigo contagioso (doença infecciosa de pele), as crostas (cascas) devem ser removidas antes da aplicação de GARAMICINA Creme, a fim de permitir maior contato entre o antibiótico e a infecção.
    No caso de esquecimento de alguma dose, aplique a medicação assim que possível e mantenha esse mesmo horário de aplicação até o término do tratamento.

    Como usar:

    Antes do uso, bata levemente a bisnaga em uma superfície plana com a tampa virada para cima, para que o conteúdo do produto permaneça na parte inferior da bisnaga e não ocorra desperdício ao retirar a tampa. Deve-se aplicar uma fina camada de GARAMICINA Creme na pele de modo a cobrir toda a área afetada, de acordo com as instruções do item DOSAGEM. Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

    Quais os males que este medicamento pode causar?

    Junto com os efeitos necessários para seu tratamento, os medicamentos podem causar efeitos não desejados. Apesar de nem todos esses efeitos colaterais ocorrerem, você deve procurar atendimento médico caso algum deles ocorra. O tratamento com gentamicina tem produzido irritação transitória, caracterizada por eritema (vermelhidão) e prurido (coceira). Caso isso ocorra, informe ao seu médico mas, geralmente, não é necessário interromper o seu uso.

    O que fazer se alguém usar uma grande quantidade deste medicamento de uma só vez?

    Não se espera que uma única superdose de gentamicina produza sintomas. O uso excessivamente prolongado de gentamicina na pele pode produzir lesões por proliferação de fungos ou bactérias não-suscetíveis.

    Tratamento:

    Quando ocorrer crescimento de fungos ou bactérias resistentes, deverá ser administrado tratamento antimicótico (contra fungos) ou antibiótico apropriado.

    O que fazer antes de procurar socorro médico?

    Não são necessárias quaisquer condutas imediatas para o caso de uma superdose com esse medicamento. Deve-se procurar atendimento médico ou entrar em contato com um Centro de Controle de Intoxicações assim que possível, tendo em mãos o nome do medicamento e a quantidade exata aplicada.

    Onde e como devo guardar este medicamento?

    Conservar o produto em temperatura entre 2 e 30ºC. Proteger da luz. O prazo de validade de GARAMICINA Creme encontra-se gravado em sua embalagem externa. Em caso de vencimento, não utilize o produto. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

    INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE

    Características farmacológicas:

    A gentamicina é um antibiótico de amplo espectro que proporciona tratamento tópico altamente eficaz em infecções cutâneas primárias e secundárias da pele. As bactérias sensíveis incluem algumas cepas de Streptococci (grupo A beta-hemolítico, alfa-hemolítico), Staphylococcus aureus (coagulase-positivo, coagulase-negativo e certas cepas produtoras de penicilinase) e as bactérias Gram-negativas: Pseudomonas aeruginosa, Aerobacter aerogenes, Escherichia coli, Proteus vulgaris e Klebsiella pneumoniae. Foi demonstrado que a atividade antibacteriana in vitro da gentamicina é bactericida para uma grande variedade de bactérias Gram-positivas e Gram-negativas. Nas concentrações de 4 mcg/ml ou menos, a gentamicina inibiu 95% da cepas de Staphylococcus aureus e 70-90% das cepas de Escherichia coli e Aerobacter aerogenes.
    Estudos toxicológicos em animais e humanos revelaram que não há evidência de irritação da pele após a aplicação local de gentamicina duas vezes ao dia durante 3 dias, em concentrações muito mais elevadas que as formuladas para uso terapêutico. Resultados de um teste cutâneo oclusivo realizado em 100 pacientes mostraram que a gentamicina não é um irritante primário; além disso, a gentamicina possui um baixo índice de sensibilização cutânea.

    Indicações:

    GARAMICINA Creme é indicada no tratamento tópico de infecções cutâneas primárias e secundárias, causadas por bactérias sensíveis à gentamicina.

    Infecções cutâneas primárias:

    Impetigo contagioso, foliculite superficial, ectima, furunculose, sicose da barba e pioderma gangrenoso.

    Infecções cutâneas secundárias:

    Dermatite eczematoide infecciosa, dermatite seborreica infectada, dermatite de contato infectada (incluindo veneno de hera), escoriações infectadas e superinfecções bacterianas em infecções fúngicas e virais. GARAMICINA Creme é indicada também no tratamento de cistos cutâneos infectados e certos abscessos cutâneos, quando precedidos de incisão e drenagem, para promover contato adequado entre o antibiótico e a bactéria infectante. Foram obtidos bons resultados no tratamento de escaras de decúbito e outras úlceras cutâneas infectadas, queimaduras superficiais infectadas, paroníquia, picadas e mordeduras infectadas, incisões e feridas de pequenas cirurgias. A GARAMICINA Creme pode ser utilizada por pacientes alérgicos à neomicina, embora se recomende a observação regular desses pacientes, quando tratados com qualquer antibiótico de uso na pele. GARAMICINA Creme é indicada para lesões úmidas de infecções primárias e lesões gordurosas com infecções secundárias, tais como a acne pustular ou a dermatite seborreica infectada. GARAMICINA Creme ajuda a reter a umidade e é especialmente útil em infecções bacterianas na pele com eczemas ou psoríase. GARAMICINA Creme tem sido utilizada com sucesso em crianças com mais de 1 ano, assim como em adultos.

    Contra-indicações:

    GARAMICINA Creme é contra-indicada para pacientes com hipersensibilidade a qualquer um dos componentes de sua fórmula.

    Modo de usar e cuidados de conservação depois de aberto:

    GARAMICINA Creme deve ser mantida em temperatura entre 2 e 30ºC. Proteger da luz. Uma fina película de GARAMICINA Creme deve ser aplicada de modo a cobrir completamente a área afetada. A área tratada pode ser coberta com uma gaze, se desejado. No impetigo contagioso, as crostas devem ser removidas antes da aplicação de GARAMICINA Creme, a fim de permitir maior contato entre o antibiótico e a infecção. Deve-se evitar maior contaminação da pele infectada. Escaras de decúbito infectadas respondem bem ao tratamento com GARAMICINA Creme sob tamponamento gelatinoso. O uso concomitante de corticosteroide tópico na pele em torno da úlcera ajuda a controlar o processo inflamatório.

    Posologia:

    Aplicar de 3 a 4 vezes ao dia, até obter resultados favoráveis. No caso de esquecimento de alguma dose, oriente seu paciente a aplicar o medicamento assim que possível e a manter o mesmo horário da aplicação até o término do tratamento.

    Advertências:

    O uso de antibióticos tópicos pode, ocasionalmente, permitir o crescimento de microorganismos resistentes, como os fungos. Se isso ocorrer, ou em caso de irritação, sensibilização ou superinfecção, o tratamento com gentamicina deve ser descontinuado e instituída terapia adequada.
    A absorção sistêmica da gentamicina aplicada topicamente pode ser aumentada se áreas corporais extensas estiverem sendo tratadas, especialmente durante períodos de tempo prolongados ou na presença de ruptura da derme. Nesses casos, poderão ocorrer efeitos indesejáveis característicos do uso sistêmico de gentamicina. Portanto, recomenda-se cuidados especiais quando o produto for usado nessas condições, principalmente em lactentes e crianças. GARAMICINA Creme não é indicada para uso oftálmico. O agente bactericida de GARAMICINA Creme não é eficaz em infecções cutâneas causadas por fungos ou vírus.

    Uso durante a gravidez e a lactação:

    Uma vez que a segurança do uso de GARAMICINA Creme em mulheres grávidas não está estabelecida, não deve ser utilizada em pacientes grávidas em grandes quantidades ou por períodos prolongados.

    Categoria C:

    Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

    Uso em idosos, crianças e outros grupos de risco:

    GARAMICINA Creme tem sido usada com êxito em crianças de idade superior a 1 ano, assim como em adultos.

    Interações medicamentosas:

    Não há informações disponíveis referentes às interações medicamentosas de GARAMICINA Creme.

    Reações adversas a medicamentos:

    O tratamento com gentamicina tem ocasionado, eventualmente, irritação transitória (eritema e prurido), que geralmente não requer interrupção do tratamento.

    Superdose:

    Não se espera que uma única superdose de gentamicina produza sintomas. O uso excessivamente prolongado de gentamicina tópica pode produzir lesões por proliferação de fungos ou bactérias não-sensíveis.

    Tratamento:

    Quando ocorrer proliferação de fungos ou bactérias não-sensíveis, deverá ser administrado tratamento apropriado com antifúngico ou antibiótico. Armazenagem Conservar o produto em temperatura entre 2 e 30ºC. Proteger da luz. O prazo de validade de GARAMICINA Creme encontra-se gravado em sua embalagem externa. Em caso de vencimento, não utilize o produto.

    DIZERES LEGAIS

    MS 1.0093.0046
    Farm. Resp.: Lucia Lago Hammes – CRF-RJ 2.804
    CCDS 14/December/2004
    garacreme16/jul/09
    Fabricado por: Mantecorp Indústria Química e Farmacêutica Ltda.
    Estrada dos Bandeirantes, 3091 – Rio de Janeiro – RJ
    CNPJ: 33.060.740/0001-72 – Indústria Brasileira
    Distribuído por: Schering-Plough Produtos Farmacêuticos Ltda.

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.

    ® = Marca registrada.
    Fabricado sob autorização da Schering Corporation, EUA, proprietária da marca.
    MANTECORP GARAMICINA CREME
    BB-garacreme16A.doc 6
    Versão bulário eletrônico ANVISA: garacreme_v2
    Central de Atendimento 08007702477

    O número do lote, a data de fabricação e o prazo de validade encontram-se na embalagem externa deste produto.

    Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,