• Hemetil-e-destinado-ao-tratamento-de-alterações-da-movimentação-do-sistema-digestivo-como-enjoos-e -vomitos

    Hemetil®

    cloridrato de metoclopramida

    Identificação do Produto:

    Forma Farmacêutica e Apresentação:

    Gotas 4mg/mL – frasco gotejador contendo 10 mL. Embalagem com 1 frasco.
    Uso Oral
    Uso Adulto

    Composição:

    Cada mL (21 gotas) contém 4,20 mg de cloridrato de metoclopramida mono-hidratado equivalente a 4,00mg de cloridrato de metoclopramida anidro. Veículos: metabissulfito de sódio, álcool etílico,ciclamato de sódio, metilparabeno, propilparabeno,sorbitol, sacarina sódica e água purificada.

    Para que este medicamento é indicado?

    Este medicamento é destinado ao tratamento de alterações da movimentação do sistema digestivo como em enjoos e vômitos de origem cirúrgica, doenças metabólicas e infecciosas, secundárias a medicamentos. O Hemetil® é utilizado também para facilitar os procedimentos radiológicos (que utilizam o raio-x no trato gastrintestinal).

    Como este medicamento funciona?

    A metoclopramida, substância ativa de Hemetil® é um medicamento que age no sistema digestório (grupo de órgãos do corpo, como por exemplo, estômago, intestino, entre outros, responsável pela digestão dos alimentos) no alívio de náuseas e vômitos.

    Quando não devo usar este medicamento?

    – se você já teve alergia à metoclopramida ou a qualquer componente da fórmula; – na presença de hemorragia (sangramento), obstrução mecânica ou perfuração gastrintestinal; – se você é epilético ou recebe outras drogas que possam causar reações extrapiramidais (tremor de extremidade, aumento do músculo, rigidez muscular),pois a frequência e intensidade destas reações podem ser aumentadas; – em pacientes com feocromocitoma (tumor geralmente benigno na glândula suprarrenal); – em pacientes com histórico de movimentos repetitivos, involuntários e não-intencionais que às vezes continua ou aparece mesmo após a droga não ser mais utilizada induzidos por medicamentos usados no tratamento de psicoses, como anestésicos e em outros distúrbios psíquicos ou pela metoclopramida (Hemetil® ). – em combinação com levodopa. Este medicamento é contraindicado para crianças menores de 1 ano de idade, devido ao risco aumentado da ocorrência de desordens extrapiramidais (relacionadas à coordenação e controle dos movimentos) nesta faixa etária.

    O Que devo saber antes de usar este medicamento?

    Advertências e Precauções:

    Podem aparecer tremor de extremidade, aumento do estado de contração do músculo, rigidez muscular, particularmente em crianças e adultos jovens e/ou quando são administradas altas doses (vide “Quais os males que este medicamento pode me causar?”). Essas reações são completamente revertidas após a interrupção do tratamento. Tratamento dos sintomas podem ser necessário. Na maioria dos casos, consistem de sensação de inquietude; ocasionalmente podem ocorrer movimentos involuntários dos membros e da face; raramente se o bserva torcicolo, crises oculógiras (contração de músculos extra-oculares, mantendo olhar fixo para cima ou lateral), protrusão rítmica da língua (movimentos  involuntários rítmicos da língua), fala do tipo bulbar (lenta) ou trismo (contração do músculo responsável pela mastigação). O tratamento com Hemetil® não deve exceder 3 meses devido ao risco de ocorrerem movimentos repetitivos, involuntários e não-intencionais. Respeite o intervalo de tempo (ao menos 6 horas) entre cada administração de Hemetil® mesmo em casos de vômito e rejeição da dose, de forma a evitar sobre dose.Deve-se ter cautela quando metoclopramida for administrada a pacientes com síndrome de Parkinson. Hemetil® não é recomendado em pacientes epiléticos. Pode ocorrer a síndrome neuroléptica maligna (SNM) caracterizada por febre, tremor de extremidade,aumento do músculo, rigidez muscular, alteração batimentos do coração, pressão alta e elevação de creatinofosfoquinase (ação no transporte de energia nas células musculares). Se você apresenta deficiência do fígado ou dos rins, é recomendada diminuição da dose (vide “Como devo usar este medicamento?”).
    Pode ocorrer um nível mais alto do que o normal de metemoglobina no sangue. A metemoglobina é uma forma de hemoglobina que não se liga ao oxigênio podendo ocorrer uma anemia e falta de oxigênio em tecidos. Nesses casos, Hemetil® deve ser imediatamente e permanentemente suspenso e o médico adotará medidas apropriadas.

    Gravidez e amamentação:

    Estudos em grávidas não indicaram má formação fetal ou toxicidade neonatal durante o primeiro trimestre da gravidez. Uma quantidade limitada de informações em grávidas indicou não haver toxicidade neonatal nos outros trimestres. Se necessário, o uso de metoclopramida pode ser considerado durante a gravidez. A metoclopramida é excretada pelo leite materno e reações adversas no bebê não podem ser excluídas. Deve-se escolher entre interromper a amamentação ou abster-se do tratamento com metoclopramida, durante a amamentação. Este medicamento não deve ser utilizado durante a amamentação. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

    Pacientes idosos:

    Movimentos anormais ou perturbados foram relatados em pacientes idosos tratados por períodos prolongados. Entretanto, não há recomendações especiais sobre o uso adequado desse medicamento por pacientes idosos.

    Crianças e adultos jovens:

    As reações extrapiramidais (como inquietude, movimentos involuntários, fala enrolada, etc.) podem ser mais frequentes em crianças e adultos jovens, podendo ocorrer após uma única dose. O uso em crianças com menos de 1 ano de idade é contraindicado (vide “Quando não devo usar este
    medicamento?”). O uso em crianças e adolescentes com idade entre 1 e 18 anos de idade não é recomendado.

    Uso em pacientes diabéticos:

    A dificuldade de esvaziamento gástrico pode ser responsável pela dificuldade no controle de diabéticos. A insulina pode começar a agir antes que os alimentos tenham saído do estômago e levar a uma queda dos níveis de açúcar no sangue. A metoclopramida pode acelerar o trânsito alimentar do estômago para o intestino facilitando a absorção de substâncias. A dose de insulina e o tempo de administração podem necessitar de ajustes.

    Uso em pacientes com insuficiência renal:

    A excreção da metoclopramida é principalmente renal. Em alguns pacientes, o tratamento deve ser iniciado com aproximadamente metade da dose recomendada.

    Uso em pacientes com câncer de mama:

    A metoclopramida pode aumentar os níveis do hormônio que estimula a produção de leite. Alterações na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas. Pode ocorrer sonolência após a administração de metoclopramida, potencializada por depressores do sistema nervoso central (SNC), álcool; a habilidade em dirigir veículos ou operar máquinas pode ficar prejudicada.

    Interações Medicamentosas:

    Combinação contraindicada:

    levodopa e metoclopramida possuem ações contrárias.

    Combinações a serem evitadas:

    álcool aumenta o efeito calmante da metoclopramida.

    Combinações a serem levadas em consideração:

    •Anticolinérigicos e derivados da morfina possuem ações contrárias no esvaziamento do estômago.
    •Depressores do SNC (derivados da morfina, hipnóticos, ansiolíticos, antihistamínicos H1 sedativos,antidepressivos sedativos, barbituratos, clonidinae substâncias relacionadas) aumentam o efeito calmante da metoclopramida.
    •Neurolépticos: a metoclopramida pode aumentar os efeitos neurolépticos em relação à ocorrência de desordens extrapiramidais (tremor de extremidade, aumento do estado de contração do músculo, rigidez muscular, etc).
    •Devido ao efeito da metoclopramida de acelerar a digestão, a absorção de certas drogas pode estar modificada.
    •A metoclopramida diminui a quantidade de digoxina circulante, sendo necessária monitorização da concentração de digoxina no sangue.
    •A metoclopramida aumenta a quantidade de ciclosporina circulante, sendo necessária monitorização da concentração de ciclosporina no sangue.

    Exames de laboratórios:

    Não há dados disponíveis até o momento sobre a interferência de cloridrato de metoclopramida em testes laboratoriais. Informe ao seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

    Onde, como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

    Conservar em temperatura ambiente (entre 15ºC e 30ºC). Proteger da luz e umidade.
    Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação.
    Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
    Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

    Aspecto físico:

    Solução límpida, de incolor a coloração amarelada,gosto adocicado e odor característico. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Ca
    so ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

    Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças

    Como devo usar este medicamento?

    – Retire a tampa do frasco.
    – Vire o frasco com o conta-gotas para o lado de baixo e bata levemente com o dedo no fundo do frasco para iniciar o gotejamento. 1 mL = 21 gotas.

    Uso em adultos:

    53 gotas, 3 vezes ao dia, via oral, 10 minutos antes das refeições. Não há estudos dos efeitos de Hemetil® administrado por vias não recomendadas. Portanto,por segurança e para garantir a eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente por via oral, conforme recomendado pelo médico.

    Pacientes diabéticos:

    A dificuldade de esvaziamento gástrico pode ser responsável pela dificuldade no controle de diabéticos . A insulina administrada pode começar a agir antes que os alimentos tenham saído do estômago e levar a uma queda dos níveis de açúcar no sangue. A metoclopramida pode acelerar o trânsito alimentar do estômago para o intestino facilitando a absorção de substâncias. A dose de insulina e o tempo de administração podem necessitar de ajustes.

    Uso em pacientes com insuficiência renal:

    A excreção da metoclopramida é principalmente renal . Em alguns pacientes o tratamento deve ser iniciado com aproximadamente metade da dose recomendada, podendo a dose ser ajustada a critério médico. Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

    O Que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

    Caso esqueça de administrar uma dose, administre-a assim que possível. No entanto, se estiver próximo do horário da dose seguinte, espere por este horário, respeitando sempre o intervalo determinado pela posologia. Nunca devem ser administradas duas doses ao mesmo tempo. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico.

    Quais os males que este medicamento pode me causar?

    Distúrbios psiquiátricos e do sistema nervoso.As seguintes reações ocorrem mais frequentemente quando altas doses são usadas:
    •Movimentos involuntários e estados de tonicidade anormal em qualquer tecido, síndrome parkinsoniana, inquietude, mesmo após administração
    de dose única, principalmente em crianças e adultos jovens (vide “O que devo saber antes de usar este medicamento?”);
    •Sonolência, diminuição do nível de consciência, confusão e alucinação. Outras reações podem ocorrer:
    •Movimentos involuntários, durante ou após tratamento prolongado, principalmente Em pacientes idosos (vide “O que devo saber antes de usar este medicamento?”);
    •Convulsões;
    •Rigidez muscular, febre e confusão mental;
    •Depressão,Distúrbios gastrointestinal,Diarreia e Distúrbios do sistema linfático e sanguíneo.
    •Presença de um nível mais alto do que o normal de metemoglobina no sangue. A metemoglobina é uma forma de hemoglobina que não se liga ao oxigênio podendo ocorrer uma anemia e falta de oxigênio em tecidos, principalmente em recém-nascidos (vide O que devo saber antes de usar este medicamento?).
    •Sulfaemoglubinemia (caracterizada pela presença de sulfaemoglobina no sangue), principalmente com administração concomitante de altas doses de medicamentos liberadores de enxofre. Distúrbios endócrinos
    •Problemas endócrinos durante tratamento prolongado como aumento da concentração sanguínea do hormônio que estimula a secreção de leite, ausência de menstruação, produção de leite excessiva ou inadequada, aumento das mamas em homens.
    Distúrbios gerais ou no local da administração
    •Reação de hipersensibilidade, conhecida popularmente como alérgica.
    Fraqueza.
    Distúrbios vasculares e cardíacos
    Pressão baixa
    •Diminuição da frequência cardíaca, bloqueio cardíaco.
    Informe ao seu médico ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento.

    O Que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

    Sintomas de superdose podem incluir tremor de extremidade, aumento do músculo, rigidez muscular e sonolência, diminuição do nível de consciência, confusão e alucinações. Nesses casos deve-se proceder ao tratamento sintomático habitual. Os sintomas geralmente desaparecem em 24 horas. A metemoglobinemia pode ser revertida pela administração intravenosa de azul de metileno. Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

    DIZERES LEGAIS

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

    MS 1.4761.0006
    Farm. Resp.:Luis Alberto Adum – CRF-MG 8236
    Nativita Indústria e Comércio Ltda.
    Rua Paracatu, 1320 – Bandeirantes
    Juiz de Fora – MG
    CNPJ 65.271.900/0001-19
    Indústria Brasileira
    SAC 0800 701 6633
    www.nativita.ind.br

    Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

  •  

    capilarema-indicado-para-resolver-problemas-de-circulação-dos-vasos-sanguineos-aliviando-os-sintomas

    Capilarema®

    aminaftona

    Apresentações:

    Comprimidos simples de 75 mg – cartucho contendo 30 ou 60 comprimidos.
    Via Oral
    Uso Adulto

    Composição:

    Cada comprimido de Capilarema ® contém:
    aminaftona ……………………75 mg
    Excipientes q.s.p. ………… 1 comprimido
    Excipientes: celulose microfina, povidona, amido de milho e estearato de magnésio.

    Informações ao Paciente:

    Para Que Este Medicamento è Indicado?

    Este medicamento é destinado ao tratamento de situações nas quais as estruturas e funções dos vasos sanguíneos estão alteradas, seja por causa de uma doença, de um trauma ou uma cirurgia.Capilarema® normaliza estes vasos sanguíneos, aliviando os sintomas (sensação de peso nas pernas,dor, dificuldade para caminhar, inchaço, cãibras, sensação de dor e comichão, coceira) e diminuir a obstrução e melhorar a chegada do sangue em quantidade suficiente para oxigenar os músculos. Também pode ser usado como agente preventivo onde os vasos e tecidos possam estar comprometidos devido à fragilidade dos vasos sanguíneos.

    Como Este Medicamento Funciona?

    CAPILAREMA® normaliza a permeabilidade e aumenta a resistência dos vasos capilares diminuindo os sintomas decorrentes da insuficiência vascular periférica, que é causada por uma obstrução das artérias dos membros, impedindo a chegada do sangue em quantidade suficiente para oxigenar os músculos. É estimado um tempo inferior a 30 dias para o início da ação farmacológica do medicamento.

    Quando Não Devo Usar Este Medicamento?

    Você não deve tomar Capilarema® se tiver alergia ao aminaftona ou aos outros componentes da fórmula. Este medicamento é contra-indicado para uso por pessoas com diminuição de uma enzima chamada glicose-6-fosfato-desidrogenase.

    O Que Devo Saber Antes de Usar Este Medicamento?

    Não foi demonstrada qualquer ação danosa ao feto. A sua urina poderá ter uma coloração ligeiramente vermelha, pois a maior parte da eliminação do aminaftona ocorre pela urina. É muito importante que você informe ao seu médico o s problemas de saúde que você tenha e todos os medicamentos que estiver utilizando. Capilarema® comprimidos não contém açúcar, podendo ser utilizado por pacientes diabéticos. Não foram efetuados estudos sobre a habilidade de dirigir ou operar máquinas. Não há estudos dos efeitos de Capilarema® administrado por vias não recomendadas, portanto,para sua segurança e eficácia, utilize somente por via oral.

    Gravidez:

    Não há informações disponíveis para aminaftona em pacientes grávidas. Capilarema portanto, não é recomendado para uso durante a gravidez.

    Lactação:

    Desconhece-se se aminaftona é excretado no leite humano, que é, portanto, contra-indicado durante a amamentação. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. (Categoria de risco na gravidez: categoria B) Capilarema® pode ser usado por pessoas acima de 65 anos de idade, desde que observadas as precauções do produto. Não são conhecidas quaisquer restrições ao uso de Capilarema® juntamente com outros medicamentos e alimentos. A aminaftona não interage com os derivados de cumarina, nem com as
    substâncias antifibrinolíticas. Experimentalmente foi observada uma inibição parcial da atividade heparínica. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

    Onde, Como e Por Quanto Tempo Posso Guardar Este Medicamento?

    Você deve conservar Capilarema® em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C), protegido da luz e da umidade. Dentro destas condições o seu prazo de validade é de 24 meses a partir da data de fabricação. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use  medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Os comprimidos de Capilarema® são de cor bege, circular, plano e liso. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

    Como Devo Usar Este Medicamento?

    Você deve tomar os comprimidos por via oral, sem mastigar e com líquido suficiente para engolir. Para uma dose de ataque: 2 comprimidos, 2 vezes ao dia, durante 5 dias ou a critério médico. Para uma dose de manutenção: 1 comprimido, 2 vezes ao dia ou a critério médico. Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

    O Que Devo Fazer Quando Eu Me Esquecer de Usar Este Medicamento?

    Você pode tomar a dose seguinte como de costume, isto é, na hora regular e sem dobrar a dose. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

    Quais Os Males Que Este Medicamento Pode Me Causar?

    A aminaftona é geralmente bem tolerada. Este medicamento pode causar reações desagradáveis ocasionais não graves, de leve intensidade como: enjôos, azias, tonturas e dores de cabeça. As reações adversas a este medicamento muito raramente foram relatadas, entre os quais casos extremamente raros de crise hemolítica em indivíduos com glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PD),através do qual o medicamento é contra-indicado. As reacções adversas notificadas, vindos principalmente de ensaios clínicos, estão listadas abaixo por classe de sistema de órgãos e frequência. A frequência é definida como: muito frequentes (?1/10), frequentes (?1/100, <1/10), frequentes (?1/1000, <1/100), raros (?1/10 000, Doenças do sangue e do sistema linfático Muito raros: anemia hemolítica (em indivíduos com deficiência de G6PD).Doenças do sistema imunitário muito raros: hipersensibilidade. Doenças do sistema nervoso pouco frequentes: tonturas, dor de cabeça. Doenças gastrointestinais frequentes: Dispepsia. Pouco frequentes: dor abdominal superior, náuseas. Da pele e distúrbios do tecido subcutâneo: Muito raros: erupções na pele, comichão. A aminaftona pode levar a crise hemolítica em indivíduos com defeito genético de glicose-6-fosfato-desidrogenase nos eritrócitos – favismo (vide contra-indicações). Eventos adversos específicos podem ocorrer ocasionalmente, como com qualquer outro medicamento. Informe o seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

    O Que Fazer Se Alguém Usar Uma Quantidade Maior do Que a Indicada Deste Medicamento?

    Não existem relatos de intoxicação por superdosagem de Capilarema. Em caso de administrar uma dose maior que a recomendada em bula acidentalmente, deve procurar um médico ou um centro de intoxicação imediatamente. O apoio médico imediato é fundamental, mesmo se os sinais e sintomas de intoxicação não estejam presentes. Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

    DIZERES LEGAIS

    M.S. Nº 1.0146.0010.
    Farmacêutica Responsável: Dra. Regina A. Tenório SantAnna – CRF-SP 48.907
    LABORATÓRIOS BALDACCI S.A.
    Rua Pedro de Toledo, 520 – São Paulo – SP
    CNPJ 61.150.447/0001-31
    Indústria Brasileira

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

    “Esta bula foi aprovada pela Anvisa em (20/05/2013)
    ” AR-202301

    Tags: , , , , , , , , , , , , ,

  • gerimed-e-utilizado-como-auxiliar-no-tratamento-geriátrico-e-no-envelhecimento-precoce

    GERIMED

    Medicamento Homeopático

    Forma farmacêutica e apresentação:

    Comprimidos – Caixa com 30 comprimidos de 0,250 g em blíster

    Via de administração:

    Via Oral
    Uso Adulto

    Composição – Cada comprimido contém:

    Baryta muriatica 5CH 0,00625 ml
    Ambra grisea 5CH 0,00625 ml
    Conium maculatum 3CH 0,00625 ml
    Lycopodium clavatum 5CH 0,00625 ml
    Lactose, Celulose e Estearato de
    Magnesio qsp……………………………….
    0,250 g

    Informações ao Paciente:

    Para que este medicamento é indicado?

    Este medicamento é utilizado como auxiliar no tratamento geriátrico e no envelhecimento precoce (perda de memória,esquecimento, vertigens, diminuição do tônus muscular, desmotivação, melancolia, desejo de solidão, insônia e emagrecimento). A indicação deste medicamento somente poderá ser alterada a critério do prescritor.

    Como este medicamento funciona?

    Todo medicamento homeopático pode ser indicado de acordo com as Escolas Médicas Homeopáticas existentes:Unicista ou Complexista. Na Unicista, “o medicamento homeopático é indicado segundo a individualidade de cada paciente e não para doenças especificas.” Na Complexista, o medicamento homeopático é indicado para o tratamento deenfermidades específicas, com comprovada ação terapêutica descrita nas Matérias Médicas Homeopáticas e com a similitude (semelhança) dos sintomas dessa doença. Este medicamento homeopático é preparado segundo os fundamentos da homeopatia e de acordo com as técnicas descritas na Farmacopéia Homeopática Brasileira. Age através do principio da Lei dos Semelhantes. Os componentes da fórmula deste medicamento foram devidamente experimentados em humanos.

    Quando não devo usar este medicamento?

    Quando o paciente for hipersensível aos componentes da fórmula.

    O que devo saber antes de usar este medicamento?

    Informe ao seu prescritor sobre a gravidez durante o tratamento ou após o seu término. Informe ao seu prescritor se estiver amamentando.
    Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação do médico ou do cirurgião dentista. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Este medicamento contém LACTOSE.

    Onde, como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

    O prazo de validade deste medicamento é de 24 meses a partir da data de fabricação (vide embalagem), desde que seja conservado em local fresco, seco e ao abrigo da luz. Manter o medicamento em temperatura ambiente (15° à 30°C). Fechar a embalagem adequadamente logo após o uso.
    Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Os comprimidos são brancos e com o símbolo AP gravado em um dos lados. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.Proteger da luz solar e de fontes de radiação eletromagnética, como por exemplo: forno de microondas, aparelhocelular, televisão, etc.

    Como devo usar este medicamento?

    Uso adulto:

    é de 1 comprimido, três vezes ao dia por via oral. Os comprimidos poderão ser dissolvidos na boca ou com água. Se você esquecer de tomar uma dose, você não deve duplicar a dose na próxima. Antes de usar observe o aspecto do medicamento. Não é necessário acordar à noite para tomar o medicamento homeopático. Mantenha sempre a dose ou o modo de tomar sugerido nesta bula. As orientações e recomendações previstas na bula estão relacionadas à via de administração indicada. O uso por outras vias pode envolver risco e devem estar sob a responsabilidade do prescritor.
    Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure a orientação do seu médico ou cirurgião-dentista. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de sintomas novos, agravação de sintomas atuais ou retorno de sintomas antigos. O uso inadequado do medicamento pode mascarar ou agravar sintomas.
    Consulte um clínico regularmente. Ele avaliará corretamente a evolução do tratamento. Siga corretamente suas orientações.

    O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

    Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista. Caso você esqueça de usar o medicamento, não duplique a quantidade de medicamento na próxima tomada.

    Quais os males que este medicamento pode me causar?

    Não são relatados e conhecidos males e limitações de uso dos medicamentos homeopáticos. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação do médico ou do cirurgião dentista. Não foram realizados estudos em animais e nem em mulheres grávidas.
    Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.
    Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento. Em caso de sintomas que causem mal estar durante o tratamento, procure seu médico ou farmacêutico.

    O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

    A melhor conduta numa destas situações é a de espera e observação. Aumente a ingestão de líquidos. Caso ocorram vômitos ou enjôos, procure ajuda emergencial médica. Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a
    embalagem ou bula do medicamento, se possível.

    Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais informações.
    Registro MS 1.0266.0133.002-0
    Farmacêutica Responsável: Dra. Zuleika Carvalho – CRF/SP 4.142
    Nº do lote, data da fabricação e data da validade: vide embalagem.
    FARMÁCIA E LABORATÓRIO HOMEOPÁTICO ALMEIDA PRADO LTDA.
    Praça Benedito Calixto 129/133 – São Paulo-SP
    CNPJ 60.862.208/0001-41 – Indústria Brasileira
    Serviço de Atendimento ao Consumidor: 0800-116311
    Esta bula foi aprovada pela Anvisa em (27/10/2010).

    Tags: , , , , , , , ,