•  ACCUVIT

    polivitamínico e polimineral

     Apresentações:

    Frascos contendo 30 comprimidos revestidos.
    USO ORAL
    USO ADULTO

     Composição:

    Cada comprimido revestido de ACCUVIT contém:
    ácido ascórbico …………………………………………………………………………………… 300 mg
    acetato de racealfatocoferol …………………………………………………………………. 100 UI
    betacaroteno ………………………………………………………………………………………. 10.000 UI
    zinco (como óxido de zinco) ……………………………………………………………….. 25 mg
    cobre (como óxido cúprico) …………………………………………………………………. 2 mg
    riboflavina …………………………………………………………………………………………. 50 mg
    selênio (como selenato de sódio) ………………………………………………………….. 0,1 mg
    Excipientes: amido, celulose microcristalina, dióxido de titânio, hipromelose, estearato de magnésio, dióxido de silício, crospovidona, corante amarelo FDC nº 6 laca de alumínio, laurilsulfato de sódio, aroma de laranja, talco, macrogol, fosfato de cálcio dibásico di-hidratado e petrolato líquido.

     Informações ao Paciente

     Para que este medicamento é indicado?

    ACCUVIT é indicado como suplemento vitamínico e mineral com ação antioxidante, que previne danos nas células, combatendo assim o excesso de radicais livres. ACCUVIT também é indicado em dietas restritivas e inadequadas de vitaminas C e E.

     Como este medicamento funciona?

    ACCUVIT é um complexo vitamínico que contém componentes capazes de prevenir danos a células, combatendo assim o excesso de radicais livres. Ele é rico em vitaminas e nutrientes fundamentais para o bom funcionamento do nosso corpo. Ao suplementar a dieta com vitaminas e minerais adicionais, os multivitamínicos podem ser uma ferramenta valiosa para aqueles com desbalanceamento na dieta, ou que tenham necessidades nutricionais diferenciadas.

    Quando não devo usar este medicamento? 

    ACCUVIT é contraindicado em pacientes que apresentem hipersensibilidade (alergia) aos componentes de sua fórmula, e nos casos de hipoprotrombinemia ou deficiência de vitamina K, anemia por deficiência de ferro, de litíase oxálica e úrica (cálculos renais ou pedras nos rins), insuficiência renal (deficiência no funcionamento do(s) rim (s)), doenças relacionadas à retenção de ferro (hemocromatose, talassemia, anemia sideroblástica e depranocítica).

     O Que devo saber antes de usar este medicamento?

    Durante o tratamento com ACCUVIT pode-se eventualmente observar uma coloração amarela mais intensa da urina, devido à presença de riboflavina. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Nos casos de deficiência de glicose-6-fosfatodesidrogenase, o uso deste medicamento pode provocar hemólise. O ácido ascórbico proporciona uma maior absorção de alumínio, componente presente nos antiácidos, determinando aumento dos níveis sanguíneos do mesmo. O ácido ascórbico poderá ter sua absorção diminuída quando administrado concomitantemente com ácido acetilsalicílico. O ácido ascórbico interage com diversos fármacos, se estiver fazendo uso de algum deles, consulte seu médico: varfarina, salicilatos, cianocobalamina (vitamina B12), dissulfiram, desferroxamina, mexiletina, barbitúricos, anticoncepcionais orais, tetraciclina, corticosteroides, ácido acetilsalicílico, primidona, calcitonina, paracetamol, flufenazina. O ácido ascórbico pode ter sua absorção diminuída quando utilizado concomitantemente com aminoácidos contendo hidróxido de alumínio. O uso de ácido ascórbico concomitante com derivados da cumarina pode aumentar o risco de
    sangramentos, principalmente em pacientes que ingerem 300 UI/dia ou mais. A colestiramina, colestipol e orlistate podem interferir na absorção de vitamina E. A vitamina E reduz a absorção de vitamina K. A interação entre vitamina E e ferro diminui a absorção destas substâncias quando administradas em associação. Exames laboratoriais: o ácido ascórbico pode interferir em diversos exames, entre eles: a dosagem de açúcar, glicemia, glicosúria, transaminases, creatinina, desidrogenase lática, ácido úrico, bilirrubina, carbamazepina, acetaminofeno e sangue oculto em fezes. Deve-se informar ao médico o uso de ácido ascórbico antes desses exames, e recomenda-se interromper seu uso. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro
    medicamento.

     Onde, como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

    Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. ACCUVIT são comprimidos revestidos de cor laranja. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

     Como devo usar este medicamento? 

    A dose recomendada é de um comprimido ao dia, ou de acordo com as orientações do seu médico. Você deve ingerir os comprimidos inteiros, sem mastigar, com água. A dose máxima diária não deverá ultrapassar 1 comprimido. Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista. Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.

     O Que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

    Retomar o tratamento de acordo com a dose recomendada. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

     Quais os males que este medicamento pode me causar?

    Podem ocorrer distúrbios gastrintestinais, tais como: náuseas, vômitos e/ou diarreias. Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

     O Que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

    Medidas de suporte podem ser necessárias, tais como: lavagem gástrica, se necessário, e administração de um emético. Podem ser empregados agentes quelantes e são preconizadas medidas gerais de suporte visando combater desidratação, acidose e o choque. Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações sobre como proceder.

     Dizeres Legais

    MS – 1.0573.0206
    Farmacêutica Responsável: Gabriela Mallmann – CRF-SP nº 30.138
    Fabricado por: Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
    Guarulhos – SP
    Registrado por: Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
    Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 – 20º andar
    São Paulo – SP
    CNPJ 60.659.463/0029-92
    Indústria Brasileira

    Tags: , , , ,

  • biovita-indicada-nos-casos-de-convalescença-casos-pos-cirurgicos-como-cicratizantesBiovita

    Zinco Ácido ascórbico 1g

    Zinco 10mg

     

    Apresentações:

    Ácido ascórbico 1g e Zinco 10mg.

    Embalagem contendo 10 comprimidos efervescentes.

    Uso Oral e Adulto

    Composição:

    Cada comprimido efervescente contém: ácido ascórbico (vitamina C) …………………1 g zinco ………………………………………………….10 mg Excipientes………..qsp…………………………..1 comprimido efervescente (Excipientes: ácido cítrico; bicarbonato de sódio; lactose; aroma sólido de tangerina; aroma sólido de laranja; aspartame; óleo mineral; maltodextrina; corante amarelo n° 6).

    Informações ao Paciente:

    Para que este medicamento é indicado? 

    Este medicamento é indicado nos casos de convalescença; casos pós-cirúrgicos; como cicatrizante; como antioxidante; como auxiliar do sistema imunológico; em dietas restritivas ou inadequadas, onde há deficiência de vitamina C.

    Como este medicamento funciona?

    O ácido ascórbico (vitamina C), juntamente com o zinco desempenham importante papel no fortalecimento do sistema imunológico. Ambos não são produzidos pelo organismo e têm que ser obtidos através de fontes externas.

    Quando não devo usar este medicamento? 

    Contraindicações: O produto BIOVITA ZINCO não deve ser utilizado em pacientes com hipersensibilidade conhecida a qualquer um dos componentes da formulação. Também não deve ser utilizado em pacientes com litíase oxálica e úrica (pedra nos rins) e insuficiência renal. Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista. Informar ao médico a ocorrência da gravidez na vigência do tratamento ou após seu término. Informar ao seu médico se está amamentando.

    O Que devo saber antes de usar este medicamento? 

    Em pacientes com dietas com restrição de sódio deve-se considerar que cada comprimido de BIOVITA ZINCO contém 0,274 g de sódio por comprimido. Idosos: Não constam na literatura relatos sobre advertências ou recomendações do uso adequado por pacientes idosos.

    Gravidez:

    Categoria A: Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista. Informar ao médico a ocorrência da gravidez na vigência do tratamento ou após seu término. Informar ao seu médico se está amamentando. Atenção Fenilcetonúricos: contém fenilalanina.

    Interações medicamentosas:

    Alguns medicamentos podem diminuir a absorção da vitamina C pelo organismo. Estes medicamentos compreendem os anticoncepcionais orais e corticosteróides. O ácido acetilsalicílico, os barbitúricos e a tetraciclina aumentam a eliminação da vitamina C pela urina. O zinco pode prejudicar a absorção das tetraciclinas. A
    maioria dos fármacos quelantes pode diminuir os níveis plasmáticos do zinco, como etambutol, cloroquinas, dissulfiram e penicilamina. A clorotiazida e o glucagon levam ao aumento de zinco na urina.Interações com alimentos: O zinco tem sua absorção prejudicada na presença de alimentos. Para tanto, deve se administrar o produto no intervalo entre as refeições.

    Interações com testes laboratoriais:

    O ácido ascórbico (vitamina C) pode interferir em alguns exames laboratoriais. Para evitar tal interação, suspenda o uso por uns dias antes da realização destes exames. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

    Onde,como e por quanto tempo posso guardar este medicamento? 

    BIOVITA ZINCO deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15°e 30°C). Proteger da luz e umidade. Manter o produto na embalagem original. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Após aberto, o produto pode ser consumido até o prazo de validade. Para sua segurança, mantenha o medicamento na embalagem original. Contém tampa com agente dessecante. Manter o frasco bem fechado. Biovita Zinco apresenta-se sob a forma de pastilha de formato circular de cor amarelada, com a superfície lisa e livre de falhas e sabor laranja. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
    Caso você observe alguma mudança no aspecto do medicamento que ainda esteja no prazo de validade, consulte o médico ou o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

    Como devo usar este medicamento? 

    Recomenda-se um comprimido ao dia ou a critério médico. Dissolver o comprimido em meio copo de água e beber imediatamente após o término da diluição. Risco de uso por via de administração não recomendada: Não há estudos dos efeitos de Biovita Zinco administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para a eficácia deste
    medicamento, a administração deve ser somente por via oral. Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista. Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.

    O Que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento? 

    Quando houver esquecimento, tomar uma dose normal no próximo horário, não sendo necessário suprir a dose esquecida. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

    Quais os males que este medicamento pode me causar? 

    Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): azia, náuseas, vômitos, diarreia e aumento da diurese. Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento): litíase oxálica ou úrica. Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

    O Que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento? 

    Ocasionalmente, altas doses de ácido ascórbico (3 g ou mais) podem causar leves efeitos diuréticos ou diarreicos. Altas doses de zinco (30 mg ou mais) podem causar náuseas, vômitos e diarreias. Se houver caso de ingestão proposital ou acidental de grandes quantidades do produto, os principais sintomas que podem ocorrer são: náuseas, vômitos e diarreia. Neste caso, deve-se suspender o uso e procurar imediatamente orientação médica. Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

    DIZERES LEGAIS

    M.S.: 1.1695.0037
    Farmacêutico responsável: Glauco Fernandes
    Miranda – CRF/RS 5252
    Laboratório Farmacêutico Vitamed Ltda
    Rua Flávio Francisco Bellini, 459
    Caxias do Sul-RS
    CNPJ: 29.346.301/0001-53
    INDÚSTRIA BRASILEIRA
    SAC: (54) 4009-3210
    sac@vitamed.com.br
    www.vitamed.com.br
    Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.
    Lote, data de fabricação e validade: vide rótulo e/ou cartucho.

    Tags: , , , , ,

  • giarlam-e-indicado-no-tratamento-da-giardiase-da-enterite-e-desinteria-causadas-por-microorganismos-sensiveis

    Giarlam®

    furazolidona

    Formas Farmacêuticas e Apresentações:

    GIARLAM® COMPRIMIDO: cartucho contendo 14 comprimidos.
    GIARLAM® SUSPENSÃO ORAL: cartucho contendo frasco com 70 mL,acompanhado de copo-medida de 10 mL.
    USO ADULTO E PEDIÁTRICO
    VIA ORAL

    Composição:

    Giarlam® Comprimido.
    Giarlam® Suspensão furazolidona 200 mg 10 mg Excipientes/ Veículos q.s.p. 1 comprimido* 1 mL***(acetoftalato de celulose, amido de milho, macrogol, celulose microcristalina,estearato de magnésio, polimetacrílicocopoliacrilato de etila, fosfato de cálcio dibásico, glicerol, gelatina, lactose, croscarmelos e sódica, povidona,polissorbato 80)**(sacarose, sacarina sódica, monoetanolamina, carbômer 934P, polissorbato 80, simeticona, metilparabeno, propilparabeno, álcool etílico, aroma de caramelo, água purificada).

    Informações ao Paciente:

    Ação esperada do medicamento: GIARLAM® é um medicamento com ações antiparasitária e antibacteriana utilizado no tratamento da giardíase e diarréias infecciosas. GIARLAM®, associado a outros medicamentos, também é utilizado no tratamento da gastrite e úlceras gastrintestinais.

    Cuidados de Armazenamento:

    GIARLAM® deve ser conservado em temperatura ambiente (temperatura entre 15 e 30o C) protegido da luz e umidade, na sua embalagem original até o término de seu uso.

    Prazo de validade:

    Não utilize o medicamento com prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento. O número do lote, as datas de fabricação e validade estão impressos no cartucho do produto.

    Gravidez e lactação:

    Informe ao médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se estiver amamentando.

    Cuidados de Administração:

    GIARLAM® COMPRIMIDO deve ser ingerido antes das refeições, com o auxílio de água. Para a administração correta de GIARLAM®, leia atentamente o item Instruções de uso, contido na parte final desta bula. A administração de GIARLAM® SUSPENSÃO a pacientes diabéticos deve ser cautelosa devido à presença de açúcar no medicamento (250 mg de açúcar/mL). Informe ao seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

    Interrupção do tratamento:

    Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

    Reações Adversas:

    GIARLAM® é um medicamento bem tolerado,apresentando baixa incidência de efeitos colaterais. Geralmente, os efeitos adversos são leves e transitórios não causando a suspensão da terapia. Os efeitos adversos freqüentemente observados são náuseas, vômitos,cefaléia (dor de cabeça). Ocasionalmente, pode ocorrer sonolência, fadiga, ex antema (manchas na pele). Informe ao médico o aparecimento de reações indesejáveis.

    Ingestão concomitante com outras substâncias:

    Durante o tratamento com GIARLAM®, não devem ser ingeridas bebidas alcoólicas. Alimentos que contenham tiramina como queijos, ovos, defumados e chocolate não devem ser consumidos durante o tratamento com GIARLAM® , pois, a administração conjunta pode levar a crise hipertensiva.

    Contra-indicações e precauções:

    GIARLAM® não deve ser utilizado por pacientes alérgicos à furazolidona ou a qualquer componente da fórmula, que apresentam deficiência da glicose 6-fosfato desidrogenase ou em crianças com menos de um mês de idade. O tratamento com GIARLAM® pode ocasionar coloração amarelo-escura a marrom na urina, devido a furazolidona, não tendo significância clínica. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

    Informações Técnicas:

    Características do fármaco: A furazolidona é um quimioterápico da classe dos nitrofuranos. Apresenta ações antiprotozoária e antibacteriana de
    amplo espectro contra Giardia lamblia, Escherichia coli, Enterobacter aerogenes, Proteus sp.,Salmonella sp., Shigella sp., Vibrio cholerae,enterococos e estafilococos. A furazolidona, associada a um inibidor da bomba de prótons e um antibiótico,também demonstra atividade na erradicação do Helicobacter pylori, sendo,portanto empregada em esquemas terapêuticos da gastrite e da úlcera péptica. Age através da formação de radicais livres altamente reativos, os quais têm maior afinidade pelas células bacterianas que a dos mamíferos, interferindo com os sistemas enzimáticos dos microorganismos. A furazolidona não altera a flora intestinal como observado com outros quimioterápicos e antibióticos de amplo espectro, os quais estão associados ao aparecimento de superinfecções devido à interferência na flora normal. Portanto, a possibilidade de desenvolvimento de microorganismos resistentes é mínima com o uso da furazolidona. Após a administração oral, a furazolidona é pouco absorvida pelo trato gastrintestinal. É rápida e amplamente metabolizada no intestino. Apresenta biotransformação hepática, sendo excretada com seus metabólitos principalmente pela urina, com menos de 2% eliminados pelas fezes.

    Indicações:

    GIARLAM® é indicado no tratamento da giardíase, da enterite e disenteria causadas por microorganismos sensíveis à furazolidona.

    Contra-indicações:

    Em casos de hipersensibilidade à furazolidona ou a qualquer componente da fórmula. Tiramina ou alimentos que contenham tiramina como queijos, ovos,defumados, chocolate não devem ser consumidos durante o tratamento com GIARLAM®, pois a administração conjunta pode levar a crise hipertensiva devido a furazolidona ser um inibidor da monoamino oxidase. Pacientes que estejam em uso de antidepressivos tricíclicos, inibidores da monoamino oxidase, antiparkinsonianos, aminas simpatomiméticas devem ser avaliados quanto ao risco/benefício da suspensão de
    stes medicamentos durante 2 a 3 semanas antes de iniciar o tratamento com a furazolidona. Bebidas alcoólicas não devem ser ingeridas durante o tratamento com a furazolidona e somente consumidas 4 dias após o término. O uso concomitante pode levar a reação do tipo dissulfiram, caracterizada por rubor facial, cefaléia,paladar metálico, hipertermia, dificuldade respiratória. glicose 6-fosfato desidrogenase: Deve ser avaliado o risco/benefício da administração da furazolidona em pacientes com deficiência da glicose 6-fosfato desidrogenase, devido à possibilidade de oc
    orrer anemia hemolítica. A utilização da furazolidona em recém-nascidos com menos de 30 dias é contra-indicada, devido à possibilidade de ocorrer anemia hemolítica, pois,nesta fase, os sistemas enzimáticos encontram-se imaturos.

    Gravidez e lactação:

    Não foram relatadas evidências de efeitos teratogênicos com o uso da furazolidona em estudos realizados com animais. Estudos clínicos em mulheres grávidas com a utilização da furazolidona não foram realizados. O medicamento não deve ser administrado durante a gestação,somente sob estrito acompanhamento médico, quando os benefícios para a mãe justificarem o potencial de risco para o feto. Não há relatos sobre a eliminação da furazolidona através do leite materno. A administração deve ser cautelosa e sob orientação médica se o fármaco for utilizado durante a lactação.

    Precauções:

    A presença de sacarose na formulação de GIARLAM® SUSPENSÃO deve ser considerada na administração do medicamento a pacientes diabéticos (250 mg de açúcar/ mL).

    Diagnósticos clínicos e laboratoriais específicos:

    Devem ser realizados para a identificação do parasita e conseqüente escolha correta do fármaco para uma terapêutica eficaz da parasitose. O paciente deve ser instruído sobre os métodos de profilaxia da parasitose,como condições básicas de higiene pessoal e ambiental.

    Reações adversas:

    GIARLAM® é um medicamento bem tolerado, apresentando baixa incidência de efeitos colaterais. Geralmente, os efeitos adversos são leves e transitórios não causando a suspensão da terapia. Os efeitos adversos freqüentemente observados são náuseas, vômitos,cefaleia. Ocasionalmente, pode ocorrer sonolência, fadiga, ex antema. Raras vezes foram relatados casos de hipotensão, febre, artralgia, urticária. Foi observado que a furazolidona pode causar hemólise intravascular reversível em uma pequena porcentagem de determinados grupos étnicos,devido a uma característica genética do metabolismo das células vermelhas dessas populações. Em caso de suspeita de hemólise,recomenda-se a interrupção imediata do medicamento e procura de orientação médica. Devido à característica específica da furazolidona,a administração do fármaco causa coloração amarelo-escura a marrom na urina, não tendo significância clínica.

    Interações medicamentosas:

    Antidepressivos tricíclicos (amitriptilina, clomipramina, imipramina,maprotilina),inibidores da monoamino oxidase (tranilcipromina,pargilina),
    antiparkinsonianos (levodopa),anorexígenos (anfetaminas), simpatomiméticos (efedrina, epinefrina, fenilefrina, fenilpropanolamina): a administração concomitante com a furazolidona pode causar crise hipertensiva. Insulina e hipoglicemiantes orais: a furazolidona pode aumentar o efeito hipoglicêmico.

    Posologia e Administração:

    A dose recomendada de GIARLAM® é a seguinte: Giarlam® Comprimido Giarlam® Suspensão. Adultos e crianças acima de 12 anos de idade.
    1 comprimido, 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante 7 dias. 20 mL da suspensão,2 vezes ao dia (a cada 12 horas),durante 7 dias. Crianças acima de 6 até 12 anos de idade. meio comprimido, 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), durante 7 dias. 10 mL da suspensão,2 vezes ao dia (a cada 12 horas),durante 7 dias. Crianças de 1 mês até 6 anos de idade. ____________ 5 mL da suspensão,2 vezes ao dia (a cada 12 horas),durante 7 dias.
    Pode ser necessária a redução da dose, principalmente em crianças, se ocorrerem efeitos como náuseas e vômitos. Alguns pacientes podem requerer um período maior de tratamento que o recomendado, ou seja, de 8 a 10 dias.Instruções de uso GIARLAM® COMPRIMIDO deve ser ingerido antes das refeições,com o auxílio de água. Agite bem o frasco de GIARLAM® SUSPENSÃO antes da administração. Para a utilização posológica correta, as doses de GIARLAM® SUSPENSÃO devem ser administradas utilizando-se o copo-medida contido na embalagem do produto. O copo-medida possui indicações visuais de doses, as quais devem ser seguidas de acordo com a prescrição médica. Copo-medida 10 mL.

    Superdosagem:

    Os principais sintomas de intoxicação aguda são náuseas, vômitos, arritmia,taquicardia, hipotensão ou hipertensão, agitação, tremor, irritabilidade,convulsões, delírio, hipertermia. O tratamento deve ser sintomático e de suporte, consistindo na realização de lavagem gástrica, administração de carvão ativado e catártico e monitorização dos sistemas cardiovascular, respiratório e da pressão arterial. Em caso de superdose procure orientação médica imediatamente.

    Pacientes Idosos:

    Devem seguir a mesma posologia indicada para adultos.

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

    Lote, Fabricação e Validade: Vide Cartucho.
    Serviço de Atendimento ao Consumidor: 0800 191 291
    Farmacêutica Responsável: Dra. Dirce de Paula Zanetti.
    CRF-SP no 7758
    GIARLAM® COMPRIMIDO 200 mg: Registro MS nº 1.0550.0044.002-0
    GIARLAM® SUSPENSÃO 10 mg/mL: Registro MS nº 1.0550.0044.001-1
    UCI-FARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA
    Rua do Cruzeiro, 374 – São Bernardo do Campo – SP
    CNPJ 48.396.378/0001-82 – Indústria Brasileira

    Tags: , , , , , , , , , , , ,

  • fotilan-indicado-nos-estados-de-fadiga-fisica-ou-mental-e-como-adaptôgenn

    FOTILAN

    Panax ginseng

    Identificação do Medicamento:

    Nomenclatura botânica:

    Panax ginseng C.A Meyer

    Família:

    Araliaceae

    Nome Popular:

    Ginseng

    Parte da planta utilizada:

    Raiz

    “Medicamento fitoterápico registrado com base no uso tradicional.”“Não é recomendado o uso por período prolongado enquanto estudos clínicos amplos sobre segurança não forem realizados”.

    Apresentação:

    Comprimidos Revestidos
    Comprimidos revestidos de 100 mg – caixa com 4, 8, 30 e 60 comprimidos revestidos.
    Cada comprimido revestido contém:
    Extrato seco de Panax ginseng 27% ………………………………………………………………………………………………………….100mg
    (equivalente a 27mg de ginsenosídeos totais)
    Uso Adulto
    Uso Oral

    Composição:

    Comprimidos Revestidos
    Cada comprimido revestido contém:
    Extrato seco de Panax ginseng 27% ………………………………………………………………………………………………………….100mg
    (equivalente a 27mg de ginsenosídeos totais)
    Excipientes: Celulose + Lactose, Celulose Microcristalina, Dióxido de Silício Coloidal, Croscarmelose Sódica,Estearato de Magnésio, Álcool Isopropílico, Talco, Dióxido de Titânio, Copolímero Básico Metacrílico E100,Polietilenoglicol 6000, Corante Lacca Alumínio amarelo nº10, Corante Lacca Alumínio amarelo nº6 e Água de Osmose.

    Informações ao Paciente

    Para que este medicamento é indicado?

    FOTILAN (Panax ginseng) está indicado nos estados de fadiga física ou mental e como adaptógeno.

    Como este medicamento funciona?

    FOTILAN (Panax ginseng) é formulado com o extrato seco de Panax ginseng. É uma planta originária da Ásia (China,Indochina, Koréia, Vietnam e Japão). A parte da planta utilizada é a raiz onde, dentre vários constituintes, estão os chamados ginsenosídeos, derivados do protopanaxatriol. Dentre todos os ginsenosídeos, o principal é o ginsenosídeo Rg1. Acredita-se que eles, os ginsenosídeos, estimulem a secreção de hormônios adrenocorticotróficos levando ao aumento do cortisol. O extrato seco de Panax ginseng age sobre a flora intestinal humana promovendo o crescimento de bactérias bífidas (benéficas) enquanto inibe seletivamente certas cepas de clostridium.As saponinas presentes no Panax ginseng atribui-se a melhora do aprendizado e da resistência imunológica, assim como o aumento da pressão sanguínea e a estimulação do sistema nervoso central.

    Quando não devo usar este medicamento?

    FOTILAN (Panax ginseng) é contra-indicado para pacientes com antecedentes alérgicos ao Ginseng. Este medicamento é contra-indicado para uso por pacientes que apresentem quadros de hipertensão ou doenças do coração, insuficiência renal, infecções agudas, asma, insônia ou esquizofrenia. Este medicamento é contra-indicado para uso por pacientes que apresentem tumores sensíveis à estimulação hormonal
    como os tumores de mama, útero e ovários, e deve ser evitado em doenças sensíveis à estimulação hormonal, como endometriose e útero fibrinóide. Este medicamento é contraindicado para uso por pacientes que apresentem doenças do sistema auto-imune como Esclerose Múltipla, Artrite Reumatóide, Lupus Eritematoso Sistêmico e outras, assim como em pacientes que tenham recebido transplante. Este medicamento é contraindicado para uso por pacientes que apresentem sangramentos anômalos ou em pacientes em uso de medicações que alterem a coagulação (ex. clopidogrel, dipiridamol, aspirina e warfarin). Este medicamento é contraindicado para uso por pacientes que façam uso de medicamentos inibidores da MAO,medicamentos anticoagulantes, ou estimulantes, incluindo descongestionantes e cafeína. FOTILAN (Panax ginseng) está contra-indicado em mulheres grávidas ou amamentando, por não existirem estudos que comprovem sua segurança nestes períodos. Também está contra-indicado nos casos de sangramentos uterinos. FOTILAN (Panax ginseng) deve ser evitado em crianças menores de 12 anos.Uso em idosos, deve-se prestar atenção para possíveis interações entre as medicações já em uso ou ainda com as doenças preexistentes como explicitado acima.“Este medicamento é contra-indicado para uso por mulheres grávidas ou amamentando.” “Este medicamento é contra-indicado para menores de 12 anos.” “Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação medica ou do cirurgião dentista.”

    O que devo saber antes de usar este medicamento?

    A administração em mulheres que estejam sob terapia estrogênica deve ser cautelosa. Seu uso é desaconselhado em pacientes com antecedentes de úlcera duodenal, gastrite por refluxo, doença diverticular e quadros disentéricos. Seu uso prolongado ou em doses elevadas pode se associar a uma Síndrome (Síndrome do Abuso do Ginseng) com diarréia, hipertensão, ansiedade, erupções dermatológicas e insônia. Pode causar taquicardia, palpitações e oscilações da pressão (hipotensão ou hipertensão) inclusive influenciadas pelas mudanças posturais, assim pessoas muito sensíveis a essas alterações (como as que já tiveram algum AVC (acidente vascular cerebral) ou doenças cardíacas devem evitá-lo.
    Pode alterar o controle da glicemia (açúcar no sangue). Use com cuidado em casos de diabetes pelo risco aumentado de episódios de hipoglicemia.Descontinue FOTILAN (Panax ginseng) pelo menos 14 dias antes de algum procedimento odontológico ou cirúrgico.Em caso de tratamento dentário atenção, FOTILAN (Panax ginseng) pode causar sangramento dentário por sua possível ação antiplaquetária.Cuidado no uso de vasoconstrictores em anestésicos locais, pois pode ocorrer interação com a epinefrina e levonordefrina resultando em aumento da pressão arterial, use vasoconstrictor com cuidado. Não se recomenda o uso de FOTILAN (Panax ginseng) junto com substâncias estimulantes como a cafeína, contida em algumas bebidas.  O consumo de bebidas alcoólicas também não é recomendado.FOTILAN (Panax ginseng) está contra-indicado em mulheres grávidas ou amamentando, por não existirem estudos que comprovem sua segurança nestes períodos. Também está contra-indicado nos casos de sangramentos uterinos. FOTILAN (Panax ginseng) deve ser evitado em crianças menores de 12 anos.
    Deve-se prestar atenção para possíveis interações entre as medicações já em uso ou ainda com as doenças preexistentes como explicitado acima.
    Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término.Informe ao médico se estiver amamentando.
    FOTILAN (Panax ginseng) pode interagir com anti-hipertensivos, anticoagulantes (como warfarin), aspirina ou medicamentos contendo aspirina, antiinflamatórios não hormonais, agentes antiplaquetários (ex. ticlopidina, clopidogrel,dipiridamol), estimulantes do sistema nervoso central, simpaticomiméticos, terapias hormonais, álcool, inibidores da monoaminooxidase, substratos do citocromo P450, estrógenos e imunossupressores. FOTILAN (Panax ginseng) contém pequenas quantidades de estrona, estradiol e esterol o que pode provocar ginecomastias (crescimento das mamas, assim não deve ser associado às drogas que produzem o mesmo efeito). Também interage com medicamentos anti-hipertensivos como Bloqueadores de Canais de Cálcio, Nifedipina,Griseofulvina e Metildopa devido à ação sobre o aparelho cardiovascular. Também interage com drogas antidepressivas. Pode haver potencialização da ação de medicamentos inibidores da Monoaminooxidase quando administrada concomitantemente com FOTILAN (Panax ginseng). Em exames laboratoriais, FOTILAN (Panax ginseng) pode alterar algumas provas de coagulação ou os níveis de açúcar no sangue. “Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação medica ou do cirurgião dentista.” “Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento”.

    Onde,como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

    Conservar o medicamento em sua embalagem original, protegendo da luz, calor e umidade, em temperatura ambiente entre 15 e 30°C. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem. FOTILAN (Panax ginseng) encontra-se na forma de comprimidos arredondados, revestidos, de cor amarelo-claro e inodoros.“Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.”“Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.”“Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.” “Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.”

    Como devo usar este medicamento?

    Comprimidos revestidos 100mg: deve ser utilizado por via oral na dose de 1 comprimidos revestidos 1 vez ao dia .Utilizar por no máximo três meses.”Este medicamento não pode ser partido, aberto ou mastigado”.“Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.”

    O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

    Caso haja esquecimento da ingestão de uma dose deste medicamento, retome a posologia prescrita sem a necessidade de suplementação.
    “Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou do seu médico, ou cirurgião- dentista”.

    Quais os males que este medicamento pode causar?

    FOTILAN (Panax ginseng) é bem tolerado. As reações adversas mais comuns são transtornos gastrintestinais leves e transitórios (náuseas e diarréias), insônia, ansiedade, dores de cabeça e taquicardia leve. Em mulheres observaram-se casos de dores nas mamas (mastalgia) e sangramentos uterinos, devido às alterações hormonais. Seu uso é desaconselhado em pacientes com antecedentes de úlcera duodenal, gastrite por refluxo, doença diverticular e quadros disentéricos. FOTILAN (Panax ginseng) pode alterar o controle glicêmico e deve ser usado com cuidado em pacientes diabéticos.FOTILAN (Panax ginseng) pode causar taquicardia e oscilações da pressão arterial, influenciadas pelas mudanças posturais. Pacientes hipertensos ou recebendo medicação anti-hipertensiva devem usá-lo com cuidado, assim como os pacientes sob risco de hipotensão, incluindo os indivíduos em uso de medicação anti-hipertensiva ou agentes que predisponham a hipotensão ortostática (postural), indivíduos idosos, ou naqueles que não tolerariam episódios transitórios de hiper ou hipotensão (ex: AVC anteriores ou doenças cardiovasculares). Se você tem problemas cardiovasculares consulte seu médico, pois o uso excessivo poderia levar a alterações eletrolíticas, como diminuição do potássio, aumentando, o risco de efeitos adversos da associação com outras drogas que você esteja usando.“Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento.”

    O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

    Caso ocorra administração acidental de uma superdose de FOTILAN (Panax ginseng), procure orientação médica. A conduta é de esvaziamento do estômago e controle da freqüência cardíaca e respiratória. Em dois casos de superdosagem do extrato seco de Panax ginseng foram relatados distúrbios da acomodação visual,midríase (dilatação das pupilas) e sintomas sistêmicos que incluíram tontura e diminuição do nível de consciência associado com a hiperexcitabilidade dos nervos simpáticos. “Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou a bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais
    orientações.”

    Dizeres Legais

    Registro M.S: 1.1861.0003
    Responsável Técnico: Dra. Amanda Públio da Silva – CRF: 37.152
    Fabricado por:
    Ativus Farmacêutica Ltda.
    Rua: Fonte Mécia n° 2050 – CEP: 13270-000 – Caixa Postal 489 – Valinhos-SP
    CNPJ: 64.088.172/0001-41
    Indústria Brasileira
    SAC: 0800 771 20 10
    E-mail: cellofarm@cellofarm.com.br

    Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,