•  Terramicina

    cloridrato de oxitetraciclina e sulfato de polimixina B

     Identificação do Medicamento 

    Nome comercial: Terramicina®
    Nome genérico: cloridrato de oxitetraciclina e sulfato de polimixina B

     Apresentação

    Terramicina® pomada oftálmica contém 5 mg/g de oxitetraciclina base e 10.000 U/g de polimixina B em
    embalagem contendo 1 bisnaga de 5,0 g contendo 3,5 g de pomada oftálmica.
    VIA DE ADMINISTRAÇÃO: USO OFTÁLMICO
    USO ADULTO

     Composição:

    Cada grama da pomada oftálmica de Terramicina® contém cloridrato de oxitetraciclina e sulfato de
    polimixina B equivalente a 5 mg de oxitetraciclina base e 10.000 U de polimixina B.
    Excipientes: petrolato branco e óleo mineral.

     Informações ao Paciente 

     Para que este medicamento é indicado? 

    Terramicina® (cloridrato de oxitetraciclina e sulfato de polimixina B) pomada oftálmica é indicada no
    tratamento de infecções oculares (no olho) superficiais, envolvendo a conjuntiva (membrana que cobre o
    olho) e/ou a córnea (membrana transparente da frente do olho), causada por microrganismos suscetíveis
    (sensíveis).

     Como este medicamento funciona? 

    A oxitetraciclina, um dos antibióticos (medicamentos que combatem infecções) presentes na Terramicina®, é
    um inibidor da síntese proteica bacteriana, impedindo que as bactérias produzam proteínas que são a base do
    seu crescimento e reprodução, ou seja, incapacita a bactéria de crescer e se multiplicar.
    O sulfato de polimixina B, o outro antibiótico presente na Terramicina®, é bactericida (elimina as bactérias),
    sendo sua ação exclusivamente contra organismos Gram-negativos, um grupo específico de bactérias.
    Acredita-se que sua ação se dá por alteração na estrutura da membrana bacteriana (membrana protetora),
    resultando no extravasamento (saída) dos seus componentes essenciais.

     Quando não devo usar este medicamento?  Leia também as respostas 4 e 8.

    Terramicina® não deve ser usada nos casos de hipersensibilidade (alergia) às tetraciclinas (classe de
    antibiótico de um dos antibióticos presentes na pomada), à polimixina B (nome do outro antibiótico presente
    na pomada) ou a qualquer um dos componentes da fórmula.

     O Que devo saber antes de usar este medicamento? Leia também as respostas 3 e 8.

    Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término.
    Terramicina® deve ser utilizada durante a gravidez somente quando os possíveis benefícios superarem os
    potenciais riscos. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe
    imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez. Informe ao seu médico se estiver amamentando. Devido às possíveis reações adversas em lactentes, nos bebês, deve-se descontinuar a amamentação ou o uso do medicamento, dependendo da importância do medicamento para a mãe. Logo após aplicação de Terramicina® pode ocorrer um curto período de menor acuidade visual (embaçamento da visão), por isso deve-se ter precaução ao dirigir ou operar máquinas durante este período. Sempre avise ao seu médico todas as medicações que você toma quando ele for prescrever uma medicação nova. O médico precisa avaliar se as medicações reagem entre si alterando a sua ação, ou da outra; isso se chama interação medicamentosa. É muito importante informar ao seu médico caso esteja utilizando outros medicamentos antes do início ou durante o tratamento com Terramicina®.
    Não há interações medicamentosas conhecidas com o uso de Terramicina® pomada oftálmica.
    Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
    Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

     Onde, como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

    Terramicina® deve ser conservada bem fechada, em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegida da
    luz. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
    Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
    Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe
    alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
    Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
    Características do produto: massa homogênea (sem grumos) amarela clara que é uniformemente suave.

     Como devo usar este medicamento?

    Sempre lave muito bem as mãos antes de aplicar a pomada oftálmica.
    a) Abra a bisnaga de Terramicina®; b) Com o dedo indicador, puxe delicadamente a pálpebra inferior do
    olho para baixo, formando uma bolsa; c) Coloque uma pequena quantidade (aproximadamente 1 cm). Evite
    que a ponta da bisnaga toque a sua mão, a pálpebra ou os cílios; d) Recoloque a tampa no frasco.
    Use a pomada conforme a orientação do seu médico. Recomenda-se usar, 4 a 6 vezes ao dia até a cura
    completa da infecção. Portanto, a duração do tratamento pode variar de um dia até várias semanas,
    dependendo da natureza e da gravidade da infecção. No caso de blefarite, escamas e crostas devem ser
    removidas antes de aplicar a medicação. Na profilaxia, segue-se o mesmo procedimento do dia anterior à
    operação e subsequentemente nos dias a seguir. Deve-se tomar cuidado para não contaminar a ponta do tubo quando aplicar a pomada. Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

     O Que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

    O esquecimento da dose pode comprometer a eficácia do tratamento.
    Se você esquecer de usar a Terramicina® no horário estabelecido pelo seu médico, use-a assim que lembrar.
    Entretanto, se já estiver perto do horário da próxima aplicação, pule a aplicação esquecida e faça a próxima,
    continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não use o
    medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas.
    Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

     Quais os males que este medicamento pode me causar?Leia também as respostas 3 e 4.

    Informe ao seu médico o aparecimento de qualquer reação desagradável durante o tratamento com
    Terramicina®, tais como hipersensibilidade (reação alérgica), sensação de queimação, aumento do
    lacrimejamento, dermatite de contato (reação alérgica da pele por contato), dor e sensação de corpo estranho
    no olho. Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo
    uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

     O Que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento? 

    Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve
    a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais
    orientações.

     DIZERES LEGAIS

    MS – 1.2110.0383
    Farmacêutica Responsável: Edina S. M. Nakamura – CRF-SP n? 9258
    Registrado por:
    Wyeth Indústria Farmacêutica Ltda.
    Rua Alexandre Dumas, 1.860
    CEP 04717-904 – São Paulo – SP
    CNPJ nº 61.072.393/0001-33
    Fabricado e Embalado por:
    Laboratórios Pfizer Ltda.
    Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 1555
    CEP 07112-070 – Guarulhos – SP
    Indústria Brasileira
    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA – SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DA RECEITA
    Esta bula foi aprovada pela Anvisa em 25/09/2017

    Tags: , , , , ,

  • flumex-indicado-nos-processos-inflamatorios-da-conjuntiva-palpebral-e-bulbar-da-cornea

    Flumex®

    0,10% e 0,25%
    fluormetolona

    Forma Farmacêutica e Apresentações:

    Flumex®
    (fluormetolona) 0,10%
    Frasco plástico conta-gotas contendo 10 ml de suspensão oftálmica estéril.
    Flumex®
    (fluormetolona) 0,25%
    Frasco plástico conta-gotas contendo 5ml de suspensão oftálmica estéril.
    Uso Adulto

    Composição:

    Suspensão Oftálmica
    Flumex® (fluormetolona) 0,10% Cada ml contém: 1,0 mg de fluormetolona,Veículo: álcool polivinílico, polissorbato 80, fosfato de sódio, cloreto de sódio,edetato de sódio, cloreto de benzalcônio, hidróxido de sódio e água purificada. Flumex® (fluormetolona) 0,25% Cada ml contém: 2,5 mg de fluormetolona Veículo: álcool polivinílico, polissorbato 80, fosfato de sódio, cloreto de sódio,edetato de sódio, cloreto de benzalcônio, hidróxido de sódio e água purificada.

    Informação ao Paciente:

    • Ação esperada do medicamento: inibição da resposta inflamatória. • Cuidados de armazenamento: o produto deve ser armazenado a temperatura ambiente (entre 15? C e 30? C) e ao abrigo da luz. Manter o frasco na posição vertical. • Prazo de validade: vide cartucho. Não use medicamento com prazo de validade vencido. • Gravidez e lactação: informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se estiver amamentando. • Cuidados de administração: agite o frasco antes de usar. Instile a dose recomendada, no saco conjuntival, evitando tocar a ponta do frasco nos tecidos oculares. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. • Interrupção do tratamento: não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. As doses devem ser reduzidas gradualmente, conforme orientação médica. • Reações adversas: informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. • Contra-indicações e precauções: informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.

    NÃO USE REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE

    Informação Técnica:

    Farmacologia Clínica,A fluormetolona é um corticosteróide sintético que inibe a resposta inflamatória de vários agentes desencadeantes. Portanto, inibe o edema, a deposição de fibrina, a dilatação capilar, a migração de leucócitos, a atividade fagocítica, a proliferação capilar,a proliferação de fibroblastos, a deposição de colágeno e a formação de cicatriz associada com a inflamação. Os corticosteróides inibem a síntese de histamina nos mastócitos através do bloqueio da ação da histidina-descarboxilase. Também reduzem a síntese das prostaglandinas e retardam a regeneração epitelial. Os corticosteróides e seus derivados são capazes de produzir aumento da pressão intra-ocular.

    Indicações:

    Flumex® (fluormetolona) é indicado nos processos inflamatórios da conjuntiva palpebral e bulbar da córnea e do segmento anterior do globo ocular que respondem ao tratamento com corticosteróides.

    Contra-Indicações:

    Ceratite epitelial por herpes simplex (ceratite dendrítica), vacínia, varicela, tuberculose ocular e outras doenças virais da córnea e conjuntiva. Doenças das estruturas oculares causadas por fungos. Hipersensibilidade a qualquer componente do medicamento.

    Precauções e Advertências Gerais:

    Como as infecções da córnea causadas por fungos são particularmente propensas a se desenvolver concomitantemente com o uso local e prolongado de corticosteróides, deve-se suspeitar de invasão por fungo em qualquer ulceração de córnea persistente na qual tenha sido ou esteja sendo usado um corticosteróide. A pressão intra-ocular deve ser avaliada freqüentemente. Carcinogênese, mutagênese, comprometimento da fertilidade: não foram realizados estudos nessas áreas nem em animais, nem em humanos para avaliar o potencial desses efeitos.

    Gravidez:

    A fluormetolona mostrou ser teratogênica em coelhos quando administrada em doses aproximadamente iguais ou acima daquelas usadas em humanos. Não há estudos adequados, bem controlados, em mulheres grávidas. A fluormetolona deve ser usada durante a gravidez apenas se o potencial de benefícios superar o possível risco para o feto. A fluormetolona foi aplicada tópicamente em ambos os olhos de coelhos prenhes, em vários níveis de doses nos dias 6 e 18 da gestação. Um aumento significativo, relacionado com a dose, foi observado no número de anomalias e de perdas fetais.

    Uso pediátrico:

    A segurança e a eficácia em crianças abaixo de 2 anos de idade não foram estabelecidas.

    Advertências:

    Os medicamentos que contêm corticosteróides requerem grande cuidado quando usados no tratamento da ceratite por herpes simplex (envolvendo o estroma); é obrigatória a realização freqüente de microscopia com lâmpada de fenda. O uso prolongado pode resultar em glaucoma, com lesão do nervo óptico, defeitos na acuidade visual e nos campos visuais ou formação de catarata subcapsular posterior, ou pode proporcionar o estabelecimento de infecções oculares secundárias ocasionadas por fungos ou vírus liberados dos tecidos oculares. Nos processos que causam estreitamento de córnea ou da esclerótica, são conhecidos casos de perfuração que ocorrem com o uso de corticosteróides tópicos. As infecções oculares purulentas não tratadas podem ser mascaradas ou ter sua atividade intensificada pela presença de corticosteróides.

    Interações Medicamentosas:

    Não são conhecidas interações com outros medicamentos.

    Reações Adversas:

    As reações adversas incluem, em ordem decrescente de freqüência, elevação da pressão intra-ocular (PIO) com possível desenvolvimento de glaucoma, formação de catarata subcapsular posterior e retardo na cicatrização de incisões. Também foram relatadas, após o uso de corticosteróides tópicos: infecção ocular secundária provocada por patógenos liberados dos tecidos oculares e, raramente, perfuração do globo quando o produto é usado em condições onde há o estreitamento de córnea ou de esclerótica.

    Posologia:

    Agite o frasco antes de usar. Flumex® (fluormetolona) 0,10% Instile 1 a 2 gotas no saco conjuntival, duas a quatro vezes por dia. Durante as primeiras 24 a 48 horas, a dose pode ser aumentada com segurança para 2 gotas a cada hora. Flumex® (fluormetolona) 0,25% Instile 1 gota no saco conjuntival, duas a quatro vezes por dia. Durante as primeiras 24 a 48 horas a dose pode ser aumentada com segurança para 1 gota de hora em hora. Deve-se ter cuidado em não interromper prematuramente o tratamento, mas reduzi-lo gradualmente, conforme orientação médica.

    Superdosagem:

    Em geral, superdosagens não provocam problemas agudos. Se uma dose excessiva for colocada acidentalmente no olho, este deverá ser lavado abundantemente com água ou soro fisiológico. Se for ingerido acidentalmente, tome líquidos para diluir, ou procure orientação médica.

    Pacientes Idosos:

    Não existem restrições de uso em pacientes idosos. A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.
    Nº de lote, data de fabricação e prazo de validade: vide cartucho.
    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
    Reg. ANVISA/MS – 1.0147.0013
    Farm. Resp.: Dra. Flávia Regina Pegorer CRF-SP nº 18.150
    Qualidade e Tradição a Serviço da Oftalmologia
    Allergan Produtos Farmacêuticos LTDA
    Av. Guarulhos, 3.272 – CEP 07030-000 – Guarulhos – SP
    CNPJ 43.426.626/0009-24
    Indústria Brasileira
    ® Marca Registrada
    Texto adaptado à portaria 110/97
    72141BR10X – Laetus: 169

    Tags: , , , , , ,

  • biamodil-d-indicado-nas-infecções-oculares-causadas-por-microorgamismos-susceptiveis

    Biamotil-d®

    cloridrato de ciprofloxacino
    dexametasona

    Formas farmacêuticas e apresentações:

    Solução Oftálmica: frasco plástico conta-gotas contendo 5 ml de solução oftálmica estéril.
    Pomada Oftálmica: tubo contendo 3,5 g de pomada oftálmica estéril.
    Uso Adulto

    Composições:

    Solução Oftálmico
    Cada ml contém: 3,5 mg de cloridrato de ciprofloxacino e 1,0 mg de dexametasona.
    Veículo: edetato dissódico, ácido bórico, povidona, polissorbato 80, cloreto de benzalcônio e água purificada q.s.p.
    Pomada Oftálmico
    Cada g contém: 3,5 mg de cloridrato de ciprofloxacino e 1,0 mg de dexametasona.Veículo: vaselina sólida, óleo mineral,clorbutanol e cera microcristalina.

    Informação ao Paciente:

    • Ação esperada do medicamento: ação bactericida específica e antiinflamatória.
    • Cuidados de armazenamento: o produto deve ser armazenado a temperatura ambiente (entre 15 ? C e 30? C) e ao abrigo da luz. Para manter a esterilidade, evite o contato da ponta do frasco ou do tubo com outras superfícies. Após o uso,mantenha o produto bem fechado.
    • Prazo de validade: vide cartucho. Não use medicamento com prazo de validade vencido. Após a abertura do frasco ou do tubo, o produto deve ser utilizado no prazo máximo de 30 dias.
    • Gravidez e lactação: informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término.Informe ao médico se está amamentando.
    • Cuidados de administração: aplique a dose recomendada no saco conjuntival, evitando tocar a ponta do frasco ou tubo nos tecidos oculares. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
    • Interrupção do tratamento: não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
    • Reações adversas: informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.
    • Contra-indicações e precauções: informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.

    NÃO USE REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE.

    Informação Técnica:

    O ciprofloxacino é um antibiótico pertencente ao grupo das quinolonas. Age através do bloqueio da DNA girase, com efeito bactericida contra amplo espectro de bactérias Gram-positivas e Gram-negativas. A dexametasona é um glicocorticóide sintético que inibe a resposta inflamatória induzida por agentes de natureza mecânica, química ou imunológica, aliviando os sintomas de prurido, ardor, vermelhidão e edema.

    Indicações:

    Infecções oculares causadas por microrganismos susceptíveis e quando for necessária a ação antiinflamatória da dexametasona. Blefarites, blefaroconjuntivites e conjuntivites causadas por germes sensíveis, incluíndo Staphylococcus aureus,Staphylococcus epidermidise Estreptococos pneumonia.

    Contra-indicações:

    Hipersensibilidade aos componentes da fórmula, ou a outros derivados quinolônicos. Infecções por herpes simples (ceratite dendrítica), vaccinia, varicela e outras doenças virais da córnea e conjuntiva. Afecções micóticas e tuberculose das estruturas oculares. Glaucoma. Doenças com adelgaçamento da córnea e esclera.

    Precauções e Advertências:

    O uso prolongado do ciprofloxacino pode ocasionalmente favorecer a infecção por microrganismos não sensíveis, inclusive fungos. Recomenda-se examinar periodicamente o paciente pela biomicroscopia com lâmpada de fenda e, quando apropriado, utilizando coloração de fluoresceína. Em tratamentos prolongados é aconselhável o controle freqüente da pressão intra-ocular. O uso do produto deve ser interrompido ao primeiro sinal de rash cutâneo ou qualquer outra reação de hipersensibilidade. O produto somente deverá ser utilizado na gravidez ou no período de amamentação quando, a critério médico, o benefício para a mãe justificar o risco potencial para o feto ou a criança. O uso prolongado de dexametasona pode resultar em opacificação do cristalino (catarata), aumento da pressão intra-ocular em pacientes sensíveis e infecções secundárias.

    EXCLUSIVAMENTE PARA USO TÓPICO OFTÁLMICO. NÃO UTILIZAR PARA INJEÇÃO NO OLHO.

    Em pacientes recebendo terapia sistêmica com quinolonas,foram relatadas reações de hipersensibilidade sérias e ocasionalmente fatais, algumas após a primeira dose. Algum as reações foram acompanhadas de colapso cardiovascular,perda de consciência, parestesia, edema faríngeo ou facial, dispnéia, urticária e prurido. Apenas alguns pacientes possuíam história de reações de hipersensibilidade. Reações anafiláticas sérias requerem tratamento de emergência com epinefrina e outras medidas de ressuscitamento, incluíndo oxigênio, administração intravenosa de fluídos e anti-histamínicos,corticosteróides, aminas pressoras e ventilação, conforme indicação clínica.

    Interações Medicamentosas:

    Não foram realizados estudos específicos com o ciprofloxacino oftálmico. Sabe-se, entretanto que a administração sistêmica de algumas quinolonas pode provocar elevação das concentrações plasmáticas de teofilina, interferir no metabolismo da cafeína, aumentar o efeito do anticoagulante oral warfarina e seus derivados e produzir elevação transitória da creatininasérica em pacientes sob tratamento com ciclosporina.

    Reações Adversas:

    A reação adversa mais comum foi ardência ou desconforto local. Outras reações, ocorrendo em menos que 10% dos pacientes incluíram formação de crostas na margem da pálpebra, sensação de corpo estranho, prurido, hiperemia conjuntival e mau gosto na boca após a instilação. Em menos de 1% dos pacientes, ocorreram manchas na córnea,ceratopatia/ceratite, reações alérgicas, edema de pálpebra,lacrimejamento, fotofobia,infiltrado corneano, náusea e diminuição na acuidade visual.

    Posologia:

    Solução oftálmica:

    Instilar 1 ou 2 gotas a cada quatro horas por um período aproximado de 7 dias. Durante as primeiras 24 a 48 horas, a posologia pode ser aumentada para 1 ou 2 gotas a cada 2 horas, de acordo com o critério médico.

    Pomada oftálmica:

    Aplicar uma pequena quantidade no saco conjuntival inferior, 3 a 4 vezes por dia, ou a critério médico. Para maior comodidade, a solução oftálmica poderá ser utilizada durante o dia e a pomada oftálmica à noite, ao deitar-se. No tratamento de blefarites, aplicar 1 cm da pomada no saco conjuntival inferior, 3 a 4 vezes ao dia, ou a critério médico,recomendando-se reduzir gradativamente a posologia em tratamentos prolongados.

    Superdosagem:

    Em geral, superdosagens não provocam problemas agudos. Se, acidentalmente, for ingerido, beber bastante líquido para diluir, ou procurar orientação médica.

    Pacientes Idosos:

    Não existem restrições de uso em pacientes idosos. A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.

    Nº de lote, data de fabricação e prazo de validade: vide cartucho.

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

    Reg. ANVISA/MS – 1.0147.0063
    Farm. Resp.: Dra. Flávia Regina Pegorer CRF-SP nº 18.150
    Qualidade e Tradição a Serviço da Oftalmologia
    Allergan Produtos Farmacêuticos LTDA
    Av. Guarulhos, 3.272 – CEP 07030-000 – Guarulhos – SP
    CNPJ 43.426.626/0009-24
    Indústria Brasileira
    ® Marca Registrada
    Texto adaptado à portaria 110/97
    71898BR10X – Laetus: 158

    Tags: , , , , , ,

  • pred-fort-indicado-na-inflamação-da-conjuntiva-bulbar-e-da-cornéa

    Pred fort®

    acetato de prednisolona 1,0%

    Forma Farmacêutica e Apresentação:

    Frasco plástico conta-gotas contendo 5 ml de suspensão oftálmica estéril.
    Uso Adulto

    Composição:

    Suspensão Oftálmica

    Cada ml contém 10 mg de acetato de prednisolona.Veículo: polisorbato 80, ácido bórico, citrato de sódio hidratado, bissulfito de sódio,cloreto de sódio, edetato dissódico,hidroxipropilmetilcelulose, cloreto de benzalcônio como preservativo e água purificada q.s.p.

    Informação ao Paciente:

    • Ação esperada do medicamento: ação antiinflamatória.• Cuidados de armazenamento: o produto deve ser armazenado a temperatura ambiente (entre 15 C e 30C) e ao abrigo da luz.Manter o frasco na posição vertical. Após a abertura do frasco, não tocar a ponta do mesmo a fim de evitar contaminação. Fechar o frasco imediatamente após o uso.• Prazo de validade: vide cartucho. Não use medicamento com prazo de validade vencido• Gravidez e lactação: informar seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar a o médico se está amamentando• Cuidados de administração: instilar a dose recomendada, no saco conjuntival, evitando tocar a ponta do frasco nos tecidos oculares.Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento• Interrupção do tratamento: o uso do produto não deve ser interrompido abruptamente, mas a dose deve ser reduzida gradualmente,conforme orientação médica• Reações adversas: informar ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.

    Contra-indicações e precauções:

    infecções oculares purulentas agudas, infecções virais, fúngicas e hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Informar ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.

    NÃO USE REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE.

    Informação Técnica:

    Pred Fort® (acetato de prednisolona) suspensão oftálmica estéril contém o acetato de prednisolona, glicocorticóide sintético, que apresenta 3 a 5 vezes a potência antiinflamatória da hidrocortisona. Os glicocorticóides inibem o edema, a deposição da fibrina, a dilatação capilar e a migração fagocítica da resposta inflamatória aguda, bem como a proliferação capilar, depósito de colágeno e formação de cicatriz.

    Indicações:

    Nas inflamações da conjuntiva bulbar e palpebral, nas inflamações da córnea e segmento anterior do globo, suscetíveis a esteróides.

    Contra-Indicações:

    Infecções oculares purulentas agudas, herpes simples superficial aguda (ceratite dendrítica), vaccinia, varicela e muitas outras doenças virais da córnea e conjuntiva, tuberculose ocular, doenças fúngicas do olho e sensibilidade a qualquer dos componentes da formulação.

    Precauções e Advertências:

    Tem sido relatada a formação de catarata subcapsular posterior após o uso prolongado de corticosteróides oftálmicos tópicos. Os pacientes com história de ceratite por herpes simplex devem ser tratados com precaução.
    1 – Nas doenças que causam afinamento de córnea, podem ocorrer perfurações com o uso de esteróides tópicos.
    2 – Devido à ausência de agente antimicrobiano, se ocorrer uma infecção, devem ser tomadas medidas para combater os organismos envolvidos.
    3 – Em infecções oculares purulentas, o uso de esteróide tópico pode mascarar ou aumentar a infecção existente.
    4 – O uso de medicação esteróide em presença de herpes simplex requer precaução e deve ser acompanhado de freqüentes exames com  microscópio com lâmpada de fenda.
    5 – Como tem sido relatado o aparecimento de infecções fúngicas com o uso prolongado de esteróides tópicos, deve-se suspeitar de invasões fúngicas em qualquer ulceração da córnea, quando o esteróide foi usado ou está em uso.
    6 – O uso de corticosteróides tópicos pode provocar o aumento da pressão intra-ocular em certos pacientes, o que pode ocasionar dano ao nervo óptico e falhas no campo visual. É aconselhável a monitorização freqüente da pressão intra-ocular.
    7 – Gravidez: não foram realizados estudos controlados com a prednisolona em gestantes. No entanto, como os estudos experimentais mostraram que os corticóides, em geral, apresentam ação teratogênica em camundongos, tendo ocorrido aumento da incidência de fenda palatina nos animais tratados com aplicação tópica ocular repetida, recomenda-se que o produto seja utilizado durante a gravidez apenas se os potenciais benefícios para a mãe justificarem os potenciais riscos para o feto.
    8 – Lactação: não se sabe se a aplicação tópica ocular de corticosteróides resulta em absorção sistêmica de quantidades suficientes para serem detectadas no leite humano. No entanto está demonstrado que corticosteróides administrados por via sistêmica passam para o leite materno, e poderiam interferir no crescimento, na produção endógena de corticosteróides, ou causar outros efeitos indesejáveis no lactente. Por causa das potenciais reações adversas graves da prednisolona em lactentes, recomenda-se avaliar a importância do tratamento para a mãe, e decidir sobre a interrupção do tratamento com a prednisolona ou do aleitamento.

    Interações Medicamentosas:

    Não são conhecidas interações com outros medicamentos

    Reações Adversas:

    Podem ocorrer ardor interno, prurido intenso, inchaço ou vermelhidão das pálpebras.

    Posologia:

    Agitar o frasco antes de usar.Instilar 1 a 2 gotas no saco conjuntival, 2 a 4 vezes por dia.Durante as 24 a 48 horas iniciais, a posologia pode ser aumentada para 2 gotas a cada hora. Deve ser tomado cuidado a fim de não se descontinuar prematuramente o tratamento.

    Superdosagem:

    Em geral, superdosagens não provocam problemas agudos. Se, acidentalmente, for ingerido, beber bastante líquido para diluir, ou procurar orientação médica.

    Pacientes Idosos:

    Não existem restrições de uso em pacientes idosos. A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.
    Nº de lote, data de fabricação e prazo de validade: vide cartucho.
    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
    Reg. ANVISA/MS – 1.0147.0006
    Farm. Resp.: Dra. Fávia Regina Pegorer
    CRF-SP nº 18.150
    Qualidade e Tradição a Serviço da Oftalmologia
    Allergan Produtos Farmacêuticos LTDA
    Av. Guarulhos, 3.272 – CEP 07030-000 – Guarulhos – SP
    CNPJ 43.426.626/0009-24
    Indústria Brasileira
    ® Marca Registrada
    Texto adaptado à portaria 110/97
    71840BR10X – Laetus: 170

    Tags: , , , , , , , , , ,

  • Still®
    diclofenaco sódico 0,1%

    Formas Farmaceuticas e Apresentações :

     

    Solução oftálmica: frasco plástico conta-gotas contendo 5ml de solução oftálmica estéril.
    Pomada oftálmica: tubo contendo 3,5 g de pomada oftálmica estéril.

    Uso Adulto


     

     

    Solução Oftálmica :

    Cada ml contém: 1,0 mg de diclofenaco sódico.
    Veículo: ácido bórico; trometamina; óleo de castor polietoxilado; edetato dissódico; sulfito de sódio; digluconato de
    clorexidina e água purificada q.s.p.

    Pomada Oftálmica :

    Cada g contém: 1,0 mg de diclofenaco sódico.
    Veículo: óleo de castor polietoxilado; colesterina; lanolina; vaselina sólida; cera microcristalina; metilparabeno e
    propilparabeno como conservantes.

    Informações ao Paciente :

    • Ação esperada do medicamento: ação antiinflamatória.
    • Cuidados de armazenamento: o produto deve ser mantido a temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C) e ao abrigo da luz. Para manter a esterilidade, evite o contato da ponta do frasco ou tubo com outras superfícies.
    • Prazo de validade: vide cartucho. Não use medicamento com prazo de validade vencido.Após a abertura do frasco ou do tubo, o produto deve ser utilizado no prazo máximo de 30 dias.
    Gravidez e lactação: informe ao médico a ocorrência de gravidez na vigência do trata-mento ou após o seu término. Informe ao médico se está amamentando.
    • Cuidados de administração: aplique a dose recomendada no saco conjuntival, evitando tocar a ponta do frasco ou tubo nos tecidos oculares. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
    • Interrupção do tratamento: não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
    • Reações adversas: informe ao médico o aparecimento de reações desagradáveis. Ocasionalmente, pode ocorrer ardor temporário após a aplicação do produto.
    • Contra-indicações e precauções: O uso de Still® (diclofenaco sódico) não é indicado para crianças abaixo de 14 anos. Com exceção de casos de artrite juvenil crônica.
    Informe o médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.
    Recomenda-se evitar o uso de lentes de contato durante o tratamento com o produto.
    NÃO USE REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE

    Informações Técnica :

    O diclofenaco sódico é um agente antiinflamatório não esteróide, derivado do ácido fenilacético. Age através da
    inibição da síntese de prostaglandinas, importantes mediadores envolvidos nas reações inflamatórias de várias
    etiologias e no mecanismo de produção da dor.
    Estudos realizados com o diclofenaco sódico 0,1%, em aplicação tópica, mostraram sua eficiência no alívio dos
    processos inflamatórios do segmento anterior do olho e para prevenir a inflamação pós-operatória, quando
    aplicado antes de cirurgia ocular.

    Indicações :

    Reações inflamatórias do segmento anterior do globo ocular: conjuntivite crônica, ceratoconjuntivite, afecções póstraumáticas
    dolorosas da córnea e conjuntiva, no pré e pós-operatório de cirurgia ocular, úlceras marginais da córnea, ceratite fotoelétrica e episclerite.
    Adjuvante no tratamento da inflamação na ceratite do estroma corneano por herpes.

    Contra-indicações :

    Não é indicado para crianças abaixo de 14 anos. Com exceção de casos de artrite juvenil crônica e Hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Pacientes com crises de asma, urticária ou rinite precipitadas por AAS ou outros agentes antiinflamatórios não esteróides.

    Precauções :

    Não foram realizados estudos sobre a utilização deste produto na gravidez, lactação ou em crianças. Deve ser administrado com cautela em pacientes com lesões gastrintestinais ativas ou história de lesões gastrintestinais recorrentes.
    Recomenda-se aos usuários de lentes de contato suspender o seu uso durante o tratamento com Still® (diclofenaco sódico).

    Advertências :

    • A segurança e eficácia do diclofenaco, independente da formulação farmacêutica, não foi ainda estabelecida em crianças. Assim sendo, com exceção de casos de artrite juvenil crônica, o uso do diclofenaco não é recomendado em crianças de idade inferior a 14 anos.

    Interações Medicamentosas :

    Para evitar possíveis interações medicamentosas entre Still® (diclofenaco sódico) e outros produtos de uso ocular,em caso de necessidade de aplicação de mais de um medicamento, recomenda-se observar um intervalo de 15 minutos entre a aplicação das diferentes preparações.

    Reações Adversas :

    Ocasionalmente, pode ocorrer sensação de ardor ou irritação transitória imediatamente após a aplicação.

    Posologia :

    A dose deve ser estabelecida a critério médico, de acordo com a gravidade da inflamação.
    Solução oftálmica: instilar 1 gota no saco conjuntival, 4 a 5 vezes por dia.
    Pomada oftálmica: aplicar pequena quantidade no saco conjuntival, 2 a 3 vezes por dia.
    Para maior comodidade, pode-se utilizar a forma de solução oftálmica durante o dia e pomada à noite, ao deitar-se.

    Superdosagem :

    Em geral, superdosagens não provocam problemas agudos. Se, acidentalmente, for ingerido, beber bastante líquido para diluir, ou procurar orientação médica.

    Pacientes Idosos:

    Não existem restrições de uso em pacientes idosos. A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.
    Nº de lote, data de fabricação e prazo de validade: vide cartucho.

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

    MS – 1.0147.0090
    Farm. Resp.: Dra Flávia Regina Pegorer
    CRF-SP nº 18.150

    Tags: , , , , , , , , , , ,

  • FLORATE®
    0,1%
    acetato de fluormetolona
    Suspensão Oftálmica Estéril

    USO ADULTO

     

    FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

    FLORATE® Suspensão Oftálmica Estéril é apresentado em frascos plásticos conta-gotas contendo 5ml.

     

    COMPOSIÇÃO:

    Cada ml contém:
    acetato de fluormetolona…………………………………………………………………….. 0,001g
    Veículo constituído de cloreto de sódio, fosfato de sódio monobásico, hidroxietilcelulose,tiloxapol, com edetato dissódico e cloreto de benzalcônio como conservantes e água purificada q.s.p. 1,0ml

     

    INFORMAÇÕES AO PACIENTE:

    O produto deve ser guardado em temperatura ambiente, protegido da luz e calor. O prazo de validade é de 36 meses a contar da data de fabricação (Amostra Grátis: 18 meses). Não use medicamento com prazo de validade vencido. O número de lote, data de fabricação e vencimento estão impressos no cartucho. FLORATE está indicado para o tratamento de condições alérgicas e inflamatórias do olho. Informe o médico sobre a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término. Não use FLORATE durante a gravidez, a menos que seu uso seja considerado
    indispensável. Consulte seu médico. Cuidados de administração:

     

    EXCLUSIVAMENTE PARA USO TÓPICO. O PRODUTO NÃO DEVE SER INJETADO. AGITE BEM ANTES DE USAR. 

     

    Para evitar a contaminação do produto não toque o conta-gotas do frasco em qualquer superfície. Se não ocorrer melhora após duas semanas de tratamento, consulte seu médico. A interrupção do tratamento deve ser gradativa, à medida que os sintomas forem desaparecendo.
    Informe o médico se ocorrerem reações desagradáveis.

     

    COMO TODO MEDICAMENTO, FLORATE DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

    Consulte seu médico sobre as contra-indicações, advertências, precauções e reações adversas relacionadas com o uso do produto.

     

    NÃO USE REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE. 

     

    INFORMAÇÕES TÉCNICAS: 

    Os corticosteróides atuam inibindo a resposta inflamatória a agentes estimulantes de natureza mecânica, química ou imunológica. O mecanismo de ação do acetato de fluormetolona, porém, ainda não está esclarecido. Estudos clínicos demonstram que o acetato de fluormetolona é mais eficaz do que a fluormetolona para o tratamento de inflamação ocular externa. Os adrenocorticosteróides e seus derivados são capazes de causar aumento na pressão intra-ocular. Estudos clínicos demonstram que o acetato de fluormetolona possui uma propensão menor de aumentar a pressão intra-ocular do que o fosfato de dexametasona.

    INDICAÇÕES:

    Para o tratamento de condições alérgicas e inflamatórias da conjuntiva palpebral e bulbar,córnea e segmento anterior do olho que respondem aos esteróides.

    CONTRA-INDICAÇÕES:

    Ceratite superficial aguda por herpes simples, vaccinia, varicela e muitas outras doenças virais da córnea e conjuntiva.
    Doenças micóticas e tuberculose ocular. lnfecções purulentas agudas não tratadas, que, como outras doenças causadas
    por microrganismos, podem ser mascaradas ou exacerbadas pela presença do esteróide.Nas pessoas que apresentem hipersensibilidade ao componentes da fórmula.

     

    ADVERTÊNCIAS: 

    O emprego desta medicação esteróide no tratamento de infecções por herpes simples exige grande cautela. O uso prolongado pode resultar em glaucoma, lesão no nervo óptico, defeitos na acuidade visual e nos campos visuais, formação de catarata, e/ou pode ajudar na instalação de infecções oculares secundárias por patógenos, devidas à supressão da resposta do hospedeiro. Infecções purulentas agudas do olho podem ser
    mascaradas ou exacerbadas pela presença da medicação esteróide. Nas doenças que causam o adelgaçamento da córnea ou esclera, são conhecidos casos de perfuração com o uso crônico de esteróides tópicos. É conselhável controlar a pressão intra-ocular com freqüência.

     

    Uso durante a gravidez e lactação:

    Não foi estabelecida a segurança do uso de esteróides tópicos durante a gravidez. FLORATE® Suspensão Oftálmica deve ser prescrito a mulheres grávidas somente se o seu uso for indispensável. Não se sabe se o acetato de fluormetolona é excretado no leite humano. Deve-se ter cautela ao se administrar FLORATE ,Suspensão Oftálmica à mãe lactante.

     

    Uso em crianças:

    A segurança e a eficácia de FLORATE Suspensão Oftálmica em crianças não foram estabelecidas.

     

    PRECAUÇÕES:

    Como existe uma certa predisposição para o desenvolvimento de infecções corneanas micóticas concomitantemente ao tratamento prolongado com esteróide tópico, deve-se considerar a invasão fúngica em qualquer tipo de ulceração corneana persistente, onde se usou ou se esteja usando um esteróide.

    REAÇÕES ADVERSAS:

    Glaucoma com lesão no nervo óptico, defeitos na acuidade visual e nos campos visuais, formação de catarata, infecção ocular secundária após supressão da resposta do hospedeiro e perfuração do globo ocular.

     

    POSOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO:

    Instilar 1 ou 2 gotas no saco conjuntival do olho afetado 4 vezes por dia. Durante as primeiras 24 a 48 horas a dosagem pode ser aumentada para 2 gotas a cada 2 horas. Se não ocorrer melhora após duas semanas, consultar o médico. Deve-se tomar cuidado para não interromper o tratamento prematuramente.
    Lote, fabricação e validade: vide cartucho.
    MS- 1.0023.0192.001-3
    Farm. Resp.: Lygia C. Piazza CRF-SP nº 8066
    ALCON LABORATÓRIOS DO BRASIL LTDA.
    Av. Nossa Senhora da Assunção, 736 05359-001 São Paulo-SP
    CNPJ 60.412.327/0001-00
    Indústria Brasileira
    www.alconlabs.com.br

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
    PROTEJA DA LUZ E CALOR.

    Serviço de Atendimento ao Consumidor: 0800-7077908
    sacbrasil@alconlabs.com
    © 2005 Alcon, Inc.
    Alcon
    ALCON LABORATÓRIOS DO BRASIL LTDA.

    Tags: , , , , , , , , , , , ,