• Buscopan® é um medicamento com bom perfil de segurança e eficácia para dores e cólicas abdominais, quando utilizado de acordo com a indicação do produto. Buscopan® atua na origem da dor, ou seja, nos espasmos no abdômen. Ao relaxar o músculo contraído, Buscopan® proporciona rápido alívio da dor abdominal regularizando o funcionamento do organismo. Comercializado no Brasil desde 1954, Buscopan® tem ajudado pessoas que sofrem com dores e desconforto abdominal devido a cólica a retomarem o controle de suas vidas.

    Composição – BUSCOPAN
    cada drágea1 contém: brometo deN- butilescopolamina* 10 mg. Excipientes: lactose, amido de milho, talco, ácido tartárico, estearato de magnésio, laca, óleo de rícino, goma arábica, sacarose, dióxido de titânio, polietilenoglicol 6000, cera de carnaúba, cera branca, água desmineralizada, etanol absoluto. Cada ml (20 gotas) da solução oral contém: brometo de N-butilescopolamina* 10 mg. Excipientes: ciclamato de sódio, ácido acético glacial, acetato de sódio anidro, metilparabeno, propilparabeno, essência licor abadia, água desmineralizada. (* Anteriormente denominado N-butilbrometo de hioscina).

    Posologia e Administração – BUSCOPAN
    adultos e crianças maiores de 6 anos: 1 a 2 drágeas2, 3 a 5 vezes ao dia. Ingerir as drágeas2, sem mastigar, com um pouco de líquido. Solução oral: adultos e crianças maiores de 6 anos: 20 a 40 gotas, 3 a 5 vezes ao dia. Crianças de 1 a 6 anos: 10 a 20 gotas, 3 vezes ao dia. Lactentes3: 10 gotas, 3 vezes ao dia. – Superdosagem: sintomas4: até o momento não foram observados sintomas4 graves de intoxicação por superdose aguda de Buscopan. Em caso de superdosagem podem ocorrer anticolinérgicos como, por exemplo, retenção urinária5, boca seca, taquicardia6 e distúrbios transitórios. Tratamento: em caso de intoxicação por via oral, efetuar lavagem gástrica7, com administração de carvão medicinal e sulfato de magnésio (15%). Os sintomas4 de superdosagem por Buscopan respondem ao emprego de parassimpaticomiméticos. Nos pacientes portadores de glaucoma8, administração tópica de pilocarpina. O suporte circulatório pode ser efetuado com simpaticomiméticos. No caso de queda ortostática da pressão arterial é suficiente manter o paciente em posição deitada. Quando houver retenção urinária5, efetuar cateterismo9. Adicionalmente, quando necessário, instituir medidas gerais de suporte.

    Precauções – BUSCOPAN
    devido ao risco potencial de complicações anticolinérgicas deve- se tomar precaução especial nos pacientes propensos a glaucoma8, assim como em pacientes suscetíveis a obstruções intestinais ou urinárias e em pacientes propensos a taquiarritmias10. – Interações medicamentosas: Buscopan pode intensificar a ação anticolinérgica de antidepressivos tricíclicos, anti-histamínicos, quinidina, amantadina e disopiramida. O uso concomitante de antagonistas da dopamina, como, por exemplo, metoclopramida, pode resultar na diminuição da atividade de ambos os fármacos ao nível do trato gastrintestinal. Buscopan pode aumentar a ação taquicárdica dos agentes beta-adrenérgicos. Gravidez11 e lactação12: até o momento, a ampla experiência com o produto não demonstrou evidências de efeitos nocivos durante a gravidez11 humana. Mesmo assim, devem ser observadas as precauções habituais a respeito do uso de medicamentos na gravidez11, sobretudo no primeiro trimestre. Ainda não foi estabelecida a segurança do uso do produto durante o período de lactação12.

    Reações adversas – BUSCOPAN
    podem ocorrer efeitos colaterais anticolinérgicos, incluindo sensação de secura na boca, taquicardia6 e potencialmente, retenção urinária5; em geral, estes efeitos são leves, desaparecendo espontaneamente. Muito raramente foram relatadas reações alérgicas, particularmente reações cutâneas. Foram reportados alguns poucos casos de dispnéia13 em pacientes com história de asma14 brônquica ou alergia15. – Observação: desconhecem-se restrições ou precauções especiais para o uso do produto em pacientes com idade superior a 65 anos.

    Contra-Indicações – BUSCOPAN
    miastenia16 grave e de megacólon17. Ademais, o produto não deve ser administrado a pacientes com hipersensibilidade conhecida ao brometo de N- butilescopolamina. Buscopan não é indicado na diarréia18 aguda ou persistente da criança.

    Indicações – BUSCOPAN
    espasmos do trato gastrintestinal, espasmos e discinesias das vias biliares, espasmos do trato geniturinário.

    Apresentação – BUSCOPAN
    embalagem com 20 drágeas2 e frasco com 20 ml.

    Antes de consumir qualquer medicamento, consulte um médico.

    Posted by Lucio Sergio @ 17:12

    Tags: , , , , , , , , ,

  • Leave a Comment

    Please note: Comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.


Assuntos